Foto: Diário dos Trilhos
CPTM Metrô SP

Em meio a pandemia, Metrô e CPTM tem aumento de 10% no fluxo de passageiros

Em meio a pandemia do novo coronavírus, o sistema sobre trilhos na região metropolitana de São Paulo registrou um aumento no volume de passageiros. O Ministério da Saúde informou ainda pela terça que o estado de São Paulo chegou a 371 mortes por COVID-19. São 67 mortes a mais que o registrado no boletim divulgado nesta segunda (6), o que representa aumento de 22% em 24 horas.

Segundo o twitter da Rádio Trânsito, o governo de São Paulo registrou um aumento de aproximadamente 70 mil passageiros no Metrô e de 50 mil na CPTM em comparação com a semana passada. A informação, que representa cerca de 10% a mais de pessoas nas composições, foi passada pelo secretário de Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, de acordo com o twitter da emissora.

Há portanto um relaxamento no distanciamento social, este que é a única e mais eficiente medida para frear o surto do novo coronavírus. O mesmo cenário foi observado nos ônibus da cidade de São Paulo.

A frota de trens foi reforçada em 15% nos horários de pico das linhas 1 e 3 do Metrô e das linhas 7, 10 e 11 da CPTM. Portanto, cerca de 70% da frota está funcionando nos períodos em que a quantidade de pessoas é maior.

Nas linhas de metrô administradas pelo governo (1, 2 e 3), o aumento específico foi de 45 mil passageiros. Os outros 25 mil são consequência do crescimento nas linhas pertencentes à iniciativa privada (4 e 5).

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios