Foto: Samuel Rocha
Monotrilho

Metrô renova solicitação de ônibus para atender a Linha 15-Prata do monotrilho até o dia 20

O retorno da operação no monotrilho da linha 15-Prata pode não ocorrer tão logo. Um comunicado feito pela São Paulo Transporte – SPTrans, informa que o Plano de Atendimento entre Empresas de Transporte em Situação de Emergência (Paese) foi renovado pelo Metrô nos dias 16, 17, 18, 19 e 20 de março, com início às 4h e término à 1h do dia seguinte, encerrando na madrugada do dia 21, sábado.

A operação percorre o trajeto entre a Estação São Mateus e a Estação Vila Prudente, tendo nos dias úteis 60 veículos, conforme a quantidade pedida pelo Metrô, que poderá solicitar a inclusão ou retirada dos ônibus em operação a qualquer momento. Aos finais de semana são 30 ônibus.

A data se aproxima de uma informação do portal G1, que da conta de que o secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, afirmou que o sistema pode voltar a funcionar parcialmente somente no dia 23 de março, devendo voltar a funcionar normalmente a partir do dia 14 de abril. Baldy não teria, segundo a reportagem do G1, especificado como será esta operação.

Pátio Oratório do monotrilho | Foto: Renato Lobo | Via Trolebus

Não existe, por hora, um comunicado oficial sobre novidades na operação do monotrilho, nem por parte do Metrô, e tão pouco por parte da secretária dos transportes metropolitanos.

O último comunicado do Metrô é desta sexta-feira, 13, que foi feito por volta das 6h45 da manhã, mencionando que a empresa ainda aguarda posicionamento da Bombardier:

O Via Trolebus entrou em contato com a Bombardier, e até o fechamento deste post não teve retorno.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

1 comentário

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • Se eu sou o ministro dos transporte do estado de São Paulo entregava o cargo por incompetência, e uma vergonha o que sesta acontecendo, em outubro o povo deve dar o troco por esta covardia do estado contra a população.

Publicidade

Anúncios