Foto: Renato Lobo
CPTM

Instalação do CBTC na Linha 10-Turquesa da CPTM deve começar neste ano

A Linha 10-Turquesa, da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos – CPTM, deve ter iniciado a instalação do novo sistema de sinalização, o CBTC (por sua sigla do inglês Communications-Based Train Control), em português sistema de Controle de Trens Baseado em Comunicação, neste ano, de acordo com declarações do presidente da CPTM, Pedro Moro, durante visita às obras da estação Mendes Vila Natal no último sábado.

A nova funcionalidade deve permitir a redução no intervalo da linha. Na sequencia, deve ser a vez da Linha 11-Coral a receber a tecnologia.

Em maio de 2019, um declaração do Governo do Estado dizia que até 2022, a Linha que liga o Brás até Rio Grande da Serra teria o novo sistema de sinalização instalado. Uma reportagem da TV Globo mostrou que equipamentos da nova funcionalidade estavam estocadas sem uso. Há uma investigação do Ministério Público em curso que apura as causas, que já até ouviu ex-diretores.

As peças foram adquiridas no final da década passada, e serviriam para reduzir o intervalo, e por consequência, diminuir a superlotação. Com a tecnologia é possível, por exemplo, colocar mais trens na operação.

O contrato para os trabalhos foi retomado em setembro do ano passado, mas de acordo com Moro, está sendo reajustado.

Foto: Renato Lobo

Entenda o “CBTC”

Os sistema oferece a possibilidade de uma comunicação digital bilateral entre as composições e a infraestrutura de linha. As informações são transmitidas em tempo real à central de controle e a cada trem. No sistema atual, a movimentações das composições é feita através de blocos. No CBTC, este movimento será feito virtualmente ou por meio de comunicação via frequência de rádio. O novo sistema além de aumentar a capacidade de transporte da linha, reforça a segurança.

Especialistas apontam o CBTC como solução para automatizar a movimentação dos trens, e integração do sistema de comunicação onde há basicamente três redes: uma cabeada interligando todas as estações, pátio e centro de controle, uma rede de rádio comunicação wireless interligando trem e equipamentos de via (IEEE 802.11 g/a – 5.8 GHz) e uma rede Etehernet interligando os sistemas do trem.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

1 comentário

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • Esta nova funcionalidade do sistema de sinalização é um grande avanço, o CBTC (Communications Based Train Control), permite a redução no intervalo da linha com a consequente colocação de mais trens na operação.

    Transbordos sempre devem ser evitados em nome da logística e do conforto dos usuários, mesmo não possuindo bagagens, e de acordo com o planejamento do Metrô / CPTM, é a de estender ás Linha 5-Lilás assim como também à Linha 15-Prata de forma concomitante as tornando terminal, a fim de descongestionar a Linha 2-Verde, a qual já é uma das linhas mais concorridas de São Paulo, tratando-se de uma solução lógica até esta nova estação Ipiranga na Linha 10-Turquesa, que possui uma linha central extra subutilizada conforme mostrado na foto nº 2, a qual devera ser totalmente reformada com acesso a plataforma da linha central que hoje não existe.

    Esta Linha 10-Turquesa teve um aumento crescente de demanda a partir das conexões das Linhas 5-Lilás, 15-Prata e 2-Verde, e com a atual terminação em uma única plataforma no Brás faz com que todos prefiram utilizar a Linha 2-Verde a sobrecarregando, para acessar as Linhas 1-Azul e 4-Amarela, pois da forma como esta hoje é impraticável se utilizar o terminal no Brás.

    Entendo como inviável este seccionamento entre as Linha 7-Rubi, e Linha 10- Turquesa (esta divisão foi uma criação da CPTM), e sim estas linhas sempre foram uma só como eram no passado entre Francisco Morato e Rio Grande da Serra, a construção das Estações Bom Retiro e revitalização da Júlio Prestes esta reversão é perfeitamente viável.

Publicidade

Assuntos

Anúncios