Monotrilho

Monotrilho de Salvador esbarra em licenças antes mesmo do início das obras

Apesar do anúncio de obras do monotrilho de Salvador, que ocorreria nas próximas semanas, o poder público ainda não obteve todas as licenças necessárias para o início das construções, de acordo com uma publicação do jornal Correio.

O chamado VLT do Subúrbio teve o anúncio dos trabalhos pelo novo secretário de Desenvolvimento Urbano do Estado, Nelson Pelegrino, mas o chefe da Secretaria de Patrimônio da União – SPU, Maurício Carvalho, disse que não houve, até o momento, qualquer pedido do governo do estado referente à implantação do meio de transporte.

Além da SPU, o governo também não tem autorização do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), importante para os trechos sob tombamento federal no traçado previsto. A Secretaria de Desenvolvimento e Urbanismo de Salvador disse ao jornal que não expediu ainda os alvarás para o monotrilho porque há pendências do governo junto à SPU e ao Iphan.

O projeto

O monotrilho deve ligar o bairro do Comércio, em Salvador, à Ilha de São João, no município de Simões Filho, na região metropolitana de Salvador.

Terá capacidade de transporte diário de 156 mil usuários. O projeto no valor de R$ 1,5 bilhão, será tocado por meio da modalidade de Parceria Público-Privada – PPP, e terá seu material rodante fornecido e operado pela chinesa BYD, integrante do consórcio Skyrail Bahia, composto ainda pela Metrogreen.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios