Foto: Renato Lobo
CPTM

Extensão até Varginha pode tornar a Linha 9-Esmeralda a mais lotada da CPTM

Durante o recomeço dos trabalhos de expansão da Linha 9-Esmeralda da CPTM, entre Grajaú e Varginha, ocorrido em maio de 2019, um comunicado da Secretária dos Transportes Metropolitanos – STM, afirmou que “com a abertura das novas estações, a estimativa é de que mais 110 mil passageiros passem a utilizar a Linha 9-Esmeralda diariamente”.

O fato pode colocar a linha que corre pela Marginal Pinheiros, ligando atualmente Osasco até o Grajaú, como a ferrovia mais demandada da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos.

De acordo com a média de usuários de novembro de 2019, postado no site da operadora, a Linha 11-Coral atualmente é mais cheia na malha que abrange 270 km de trilhos na região metropolitana de São Paulo:

Com a entrada dos 110 mil usuários, a Linha 9 chegaria próxima aos 740 mil passageiros por dia.

Disputa acirrada com o Expresso Leste

A média de passageiros diário em junho de 2018 na Linha 11-Coral bateu a casa dos 734.600 mil passageiros por dia. Número abaixo do constatado em novembro de 2019, o que indica que o Expresso Leste possa ter tido uma variação no volume de pessoas transportadas.

Obras de construção da Estação Varginha e do terminal de ônibus municipal

Nem todo usuário poderá ser “exatamente novo”.

O acréscimo de 110 mil novos usuários na Linha 9 com as duas novas estações não pode significar exatamente que essas pessoas migraram de outro meio de locomoção para o trem. Atualmente algumas pessoas se deslocam de Varginha, Vila Natal, Jardim Icaraí, Jardim São Bernardo e Conjunto Residencial Palmares em direção ao Grajaú para então utilizar o trem.

A chegada do atendimento até Varginha pode atender a estes usuários, o que significa que uma parte deles possa ser usuária da ferrovia.

Mas o contrário também é verdadeiro. Outros usuários que atualmente apenas se deslocam de ônibus, residentes nestes bairros, terão acesso ao trem, sem precisar pagar pela baldeação.

Prazos

Em agosto de 2019, o Presidente da Companhia, Pedro Moro, afirmou que as paradas devem ser entregues em 2021. A Linha 9-Esmeralda vai ganhar mais duas estações e a ferrovia deve crescer mais 4,5 quilômetros.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

comentários

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • A foto mencionada com sendo das obras da Estação Varginha, não seria na verdade a foto da Estação Mendes que fica ao lado do Condomínio Palmares?

  • Bom seria se, desde já, a CPTM contratasse um sistema de CBTC para a linha 9 Esmeralda. Assim, as transferências em Santo Amaro, com a linha 5 Lilás e em Pinheiros, com a linha 4 Amarela, seriam mais fluidas. Um serviço expresso suprimindo a estação Santo Amaro em horários de pico, também serviria para aliviar o sistema na parte da manhã. Esta estação necessita urgentemente de portas de plataforma. Questão de segurança do usuário.

    • Samuel, como a CPTM e o GESP (Governo do Estado de São Paulo) pretendem privatizar as linhas 07 – Rubi, 08 – Diamante e 09 – Esmeralda, todas as eventuais melhorias necessárias não serão realizadas nessas ferrovias, visto que o consórcio ou empresa responsável pela futura administração é quem deverá melhorar ser o responsável por isso. O ideal também é que todas as linhas possuam 3 vias, como Linha 10 – Turquesa em alguns trechos, para poder criar sistemas e atendimentos expressos, além é claro das portas de plataformas como você bem disse.

  • Falando sobre a linha 11-Coral, recentemente a prefeitura de Mogi das Cruzes apresentou um projeto chamado +Mogi-Eco Tiête, que irá criar uma nova avenida paralela a linha da MRS, entre estudantes e o distrito de César de Souza (onde eu moro). O distrito cresceu demais nos últimos anos e só tem 2 avenidas que conectam com o resto da cidade, e as duas sempre estão entupidas de carros. Nasci aqui, e até hoje ouço falar do saudosismo dos moradores mais antigos de quando o trem de trem vinha da Luz pra César de Souza e Sabaúna, mas foi reduzida até estudantes. Dizem as lendas, que quando essa nova ligação com César ficar pronta, vão construir uma estação nova e um terminal de ônibus no distrito, já que a estação antiga, que ainda está de pé, fica numa posição em que o trem teria que atravessar pela avenida principal, fechando o transito para os carros e dividindo o bairro no meio. A estação nova ficaria antes da cancela de trens e isso não aconteceria. Espero que nessa nova década que entre, a prefeitura tenha recurso pra implementar o projeto das novas vias e que Deus ilumine o Alexandre Baldy pra que possam trazer o trem pra César de Souza, como todo mundo sonha aqui.

    • Eu torço para que ocorra esse prolongamento da Linha 11 – Coral nas duas pontas, Palmeiras – Barra Funda e César de Souza, porém o prolongamento para César dizem ser o mais difícil e improvável de acontecer. Na minha opinião, acredito ser mais essencial e primordial o investimento na ferrovia até César para a chegada da Linha 11 e depois os investimentos em vias pavimentadas. O problema é a ordem de investimentos da CPTM e GESP no sistema ferroviário atual, que não visa esse prolongamento. Sem dúvidas o melhor investimento para desafogar todo aquele trecho entre Estudantes – César de Souza é o trem, visto que a capacidade de transportar usuários desse modal é maior do que a dos ônibus e carros, além de poder melhorar os índices de poluentes na região. O único problema disso é: o trecho da Linha 11 em Mogi ficará cada vez mais nítido que é de movimento interno, logo isso poderá não ser interessante à CPTM. Muitas conversas precisam ser feitas entre Governo Municipal e Estadual para que um convênio saia e a CPTM volte com a Linha 11 – Coral para César de Souza.

  • O fato de se tornar a linha mais movimentada não signfica necessariamente ser a mais lotada, visto que depende muito como a demanda se dilui ao longo das estações (embarques e desembarques) e também durante todo o horário de operação e ao longo dos picos para cada sentido da linha (a 9-Esmeralda, no seu “trecho central”, é bem movimentada nos seus dois sentidos; muito diferente, por exemplo, da Linha 11). Só o carregamento máximo (número máximo de passageiros dentro dos trens por hora e por sentido) de uma linha é que pode ser uma forma direta de estimar a sua real lotação.

    Aliás, de acordo com dados oficiais de projeção de demanda (que obtive diretamente com a CPTM, via SIC), o carregamento máximo da Linha 9, quando operar de Varginha a Osasco, deve ficar em torno de até 30 mil passageiros por hora no sentido Osasco no pico da manhã (e, claro, no sentido Varginha no pico da tarde). Portanto, tecnicamente/teoricamente, não muito diferente do que já está atualmente. Isso também porque deverá haver um número maior de passageiros, pela manhã no caso, que irão se transferir em Santo Amaro para a Linha 5-Lilás, podendo elevar o carregamento desta linha (L5) a partir de Sto. Amaro, e deixando de estar dentro dos trens da Linha 9 no seu trecho de maior carregamento.

    Operando com ATO e 3 min de intervalo entre trens na Linha 9, tecnicamente esse carregamento pode ser plenamente atendido, com trens bem lotados (nada muito diferente do que se espera e ocorre nos trens, nas grandes cidades do mundo, nos horários de pico), mas em tese com densidade de lotação “aceitável/tolerável” de menos de 6 passageiros/m² (ou de no máximo 5 se, na prática, conseguir operar com 3 min mesmo de intervalo).

    Para efeito de comparação, hoje o carregamento máximo da Linha 11 bate na casa de 40 mil pass/h/sentido, e não há expectativa de redução no curto e médio prazos pelo menos (portanto, significativamente maior do que se espera na Linha 9 até Varginha).

    Então, pelo menos por esses dados (simulados) de projeção de demanda, no momento não há nenhuma expectativa de a Linha 9 se tornar a mais lotada da rede da CPTM.

    Por fim, só ressaltando que são apenas PROJEÇÕES (SIMULAÇÕES), portanto sujeitas a ERROS (significativos ou não para mais ou para menos).

    Feliz Ano Novo para todos!!
    😉😉

  • O governo de SP deveria investir mais em ferrovias……quando morava e trabalhava em Tokyo era esplêndido a grandeza e a harmonia da vasta malha ferroviária japonesa, e nem precisava pegar o metrô pois era perda de tempo e por trem era mais rápido e sem baldeação….. meu carro então deixava na garagem.

Publicidade

Anúncios