Foto: Diário dos Trilhos
Metrô SP

Chegada da Linha 2-Verde do Metrô em Guarulhos ainda depende de desapropriações

As obras da Linha 2-Verde entre a Vila Prudente e a Penha foram anunciadas em junho deste ano, para serem retomadas em 2020, segundo divulgação do governo estadual. O projeto inicial, no entanto, era de levar o Metrô até a Dutra, em Guarulhos.

Mas, de acordo com o secretário dos transportes metropolitanos, Alexandre Baldy, a ida do sistema de transporte além dos limites da capital paulista depende de desapropriações, segundo informações reveladas pelo site Metrô/CPTM. A fala do titular da pasta foi em reunião na Assembléia Legislativa.

A dificuldade está no baixo percentual de imóveis desapropriados nessa região. “As desapropriações necessárias não chegam a 20% do total necessário para a execução da obra entre a estação Penha e a futura estação Dutra em Guarulhos. E nesse sentido a desapropriação se faz necessária para fazermos o projeto executivo porque são necessárias perfurações, exames e testes de geológicos sobretudo por ser uma obra subterrânea para que possa se ocorrer a maior taxa de acertividade e o menor número de problemas possíveis”, afirmou Baldy.

O objetivo é que os imóveis que faltam sejam liberados também no ano que vem, mas sem previsão concreto de obras. Já o trecho entre a Vila Prudente e a Penha, tem previsão do início das construções em março.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

comentários

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • Isso é mentira! O trajeto do projeto anterior passa por locais que já são vazios ou cheios de favelas.
    Não adianta a prefeitura tirar a favela, não começar as obras que volta tudo denovo! Se continuar desse jeito esse percentual vai diminuir cada dia mais ao invés de aumentar.

    • Prove então que é mentira.

      Até agora a verdade está na notícia acima. Todas as áreas desapropriadas foram entre Vila Prudente e Paulo Freire apenas e podem ser consultadas no site do metrô. O trecho Paulo Freire-Dutra foi enfiado no projeto de forma partidária e sequer tem projeto contratado.

  • pra mim, acho as desapropriações, um dos maiores problemas enfrentado pelo metrô para sua expansão, claro, tem também a má gestão, contratos duvidosos, atrasos, empreiteiras envolvidas com corrupção e etc, só que na questão da desapropriação, muitos donos entram na justiça, alegando não concordar com a desapropriação, ou reclamando dos valores a serem pagos e etc. junta a burocracia, justiça demorada, e também os altos valores das desapropriações, temos um cenario onde já no inicio, temos atrasos, valor da obra acaba subindo, e tantos outros empecilhos, infelizmente, o governo não fez um projeto legal pra cidade e região metropolitana, o adensamento descontrolado, e outros, fazem os projetos de transportes, caros, demorados e que só prejudica a parcela mais pobre.

Publicidade

Assuntos

Anúncios

Cadastre-se em nossa newsletter!