Foto: Renato Lobo - Via Trolebus
Greve

Bruno Covas diz que há suspeita da participação das empresas na greve de ônibus

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), não descarta a prática de locaute na paralisação de ônibus que ocorre na capital paulista. Ou seja, as operadoras poderiam estar articulando as paralisações. A greve ocorre desde a quinta-feira, e nesta sexta-feira (6), cerca de 70% das frota está nas ruas.

Questionado pelo professor Marco Antônio Villa da rádio Bandeirantes, Covas disse “há uma suspeita em relação a isso, ainda não confirmada, até porque nós temos quatro empresas que não tem nenhum ônibus circulando”.

Locaute (termo originado a partir da palavra em inglês lock out) é o que acontece quando os patrões de um determinado setor se recusam a ceder aos trabalhadores os instrumentos para que eles desenvolvam seu trabalho, impedindo-os de exercer a atividade. Ou seja, agindo em razão dos próprios interesses, e não das reivindicações dos trabalhadores.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

1 comentário

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • Licitação por 15 anos em uma das cidades mais lucrativas do planeta e todas as empresas que ganham são as que já operam ??? só eu tenho CERTEZA que isso é fraude, máfia e muitos etc

Publicidade

Assuntos

Anúncios