BRT

Rio passa a fiscalizar embarques no BRT com maquinas

Fiscais passaram a fiscalizar o sistema de BRT – Bus Rapid Transit no Rio de Janeiro com maquinas, nesta segunda-feira, 22 de julho. A multa para quem estiver nos ônibus sem ter pagado é de R$ 170.

A nova regra segue a mesma aplicada no VLT – Veículo Leve Sobre Trilhos, onde o usuário paga a tarifa dentro do veículo.

De acordo com uma resolução da Secretaria de Transportes, o “usuário do sistema BRT deverá comprovar o pagamento da tarifa por intermédio da apresentação do cartão eletrônico, previamente validado nas roletas de acesso, mediante requisição dos agentes controladores, a qualquer momento a partir do ingresso nas estações, terminais e veículos do sistema BRT, para efeitos de controle do pagamento das tarifas ou da validação das gratuidades estabelecidas em lei”.

A medida foi adotada após grandes índices de evasão. Estudos apontam que cerca de 70 mil passageiros, em média, entram sem pagar todo dia nas estações e terminais, o que acarreta em prejuízos na ordem de R$ 5 milhões por mês.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Assuntos

Anúncios