TAV

Presidente do BNDES cita TAV entre SP e Campinas como projetos que poderiam sair do papel

O presidente do BNDES, Joaquim Levy, deu entrevista nesta segunda, 15, propondo que o país deveria investir em gás natural como combustível para caminhões. O tema foi abordado após o presidente Jair Bolsonaro ter vetado o aumento de 5,7% do diesel na última semana. Levy lembra que na China isso já é uma realidade.

O presidente do banco de desenvolvimento citou as dificuldades para locomoção entre o centro de São Paulo e seus principais aeroportos, afirmando que o país precisa investir em infraestrutura e que o momento é propício.

“Dá para a gente pensar em projetos de mais ambição, que em outros países seriam naturais”, afirmou citando um projeto de trem de alta velocidade que sairia de São Paulo ao aeroporto de Viracopos, em Campinas.

O projeto original, engavetado, ligaria o Rio de Janeiro ao Aeroporto de Viracopos, em Campinas passando pela cidade de São Paulo.

Levy também criticou a ligação direta do Aeroporto de Guarulhos e São Paulo. Hoje a Linha 13 – Jade, da CPTM, tem a estação Aeroporto distante dos principais terminais e somente em alguns horários o ramal chega a estação Brás, ligando com o metrô.

Sobre o autor do post

Caio Lobo

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

comentários

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Assuntos

Cadastre-se em nossa newsletter!

Cadastre-se em nossa newsletter!