Foto: Renato Lobo
CPTM

CPTM estaria estudando operação definitiva da Linha 13 até o Brás

A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos – CPTM estaria estudando a extensão da Linha 13-Jade, da estação Engenheiro Goulart até o Brás de forma definitiva, sem a necessidade do serviço Connect. É o que mostra uma apresentação que seria da Secretaria dos Transportes Metropolitanos, que não foi reconhecida oficialmente pela pasta.

Atualmente a Linha 13 liga Engenheiro Goulart e o Aeroporto de Guarulhos, transportando cerca de 13 mil passageiros por dia. O serviço de trens entre o Aeroporto e a estação Brás conta com 21 partidas por dia, e do total de usuários transportados na nova linha da CPTM, o Connect leva cerca de 9 mil pessoas.

A nova ferrovia tem capacidade de transportar mais de 100 mil passageiros por dia, média que só seria alcançada com a extensão da ferrovia até o centro. Segundo o documento, seriam mais 13 km de extensão com investimentos de R$ 500 milhões, com previsão em meados de 2022:

Mas para tirar o plano do papel, a companhia deverá implantar um novo sistema de sinalização na Linha 12-Safira, abrindo espaço para mais trens que ligam o Brás ao Aeroporto. O documento mostra intensão da operada em investir na tecnologia com o objetivo de reduzir o intervalo, com investimentos previstos até R$ 1,02 bilhões até 2022.

Neste mesmo ano, segundo a apresentação, é previsto a construção da estação “Aeroporto Terminal 2”, o que em tese resolveria o problema da distância do trem até os terminais de embarque do maiores movimentos. Já para o ano de 2024, a Linha 13 chegaria em Bonsucesso com investimentos previstos de R$ 1,66 Bilhão.

STM nega existência de apresentação

Segundo informações do “Diário do Transporte“, a pasta diz que não reconhece o relatório, e que ainda não definiu as prioridades dos investimentos.

“A Secretaria de Transportes Metropolitanos desconhece o relatório divulgado sobre investimentos da pasta. Projetos e obras da Secretaria estão em fase de reconhecimento pela nova gestão para a definição de prioridades.”.

O documento, no entanto, circulou entre funcionários de empresas ligadas a STM.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

comentários

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • Não há como comportar as duas linhas nas mesmas plataformas no horário de pico. Lembrando que com a melhoria de intervalos da L12 a tendência é o aumento de passageiros nela.
    Para chegar até a estação Brás seria necessário ser por meio subterrâneo ou elevado na mesma aérea onde hoje opera as L11 e L12.
    Agora a operação no horário entre pico é totalmente viável tipo das 04:00 as 05:00 / 09:00 as 15:00 / 20:00 as 24:00
    Compartilhando assim as plataformas da estação Tatuapé.

  • Outro ponto interessante seria a extensão dessa linha sob a marginal Tiete até a L1 conectando o aeroporto com o Terminal Rodoviário do Tiete.
    E atendendo bairro como Vila Maria e Vila Guilherme

  • Já esta demorando para a CPTM levar o trem de Guarulhos até o Braz e amenizar a brutal incompetência que se mostra dos gestores de serviços públicos. Pois o serviço prestado é horrível, o tipico minimo necessário para o povo e sempre quando se houve um “especialista”, se tem uma perfeita desculpa pra justificar o injustificável.

  • Se não tiver a parada no tatuapé é sucesso, eu sou totalmente a favor, até pq se a linha se mantiver com 20min de intervalo que mal faria para a linha 12?

Publicidade

Assuntos

Cadastre-se em nossa newsletter!