Foto: Renato Lobo
CPTM Metrô SP

Bairro do Pari pode ganhar nova estação de Metrô e Trem

A Linha 11-Coral da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos – CPTM pode ganhar uma nova estação na região central: A Pari. É o que mostra uma apresentação da Secretaria dos Transportes Metropolitanos, que seria para investidores.

O documento mostra a futura projeção da Linha 19-Celeste do Metrô, no eixo entre o Bosque Maia (Guarulhos) até a estação Anhangabaú, contendo a futura integração com o Expresso Leste. A parada seria erguida entre o Brás e a Luz, atendendo a uma região de grande fluxo de pessoas para o comércio na região. A previsão de operação da estação e da Linha 19 é a partir de 2025.

A ideia de uma parada no Bairro não é nova. No começo da década havia notícias que a estação Pari seria o futuro terminal da Linha 4-Amarela, já prevendo conexão com o ramal celeste.

Na época, informações não oficiais dizem que a futura estação ficaria no antigo pátio da Rede Ferroviária Federal, onde existia a Feira da Madrugada.

STM nega existência de apresentação

Segundo informações do “Diário do Transporte“, a pasta diz que não reconhece o relatório, e que ainda não definiu as prioridades dos investimentos.

“A Secretaria de Transportes Metropolitanos desconhece o relatório divulgado sobre investimentos da pasta. Projetos e obras da Secretaria estão em fase de reconhecimento pela nova gestão para a definição de prioridades.”.

O documento, no entanto, circulou entre funcionários de empresas ligadas a STM.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

comentários

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • Acho que deveriam colocar a Linha Amarela até o Pari. Isso desafogaria um pouco a Luz. Creio que não seja algo custoso de se fazer já que a distância entre Luz e a futura estação Pari não é tão longa.

      • Também seria uma boa opção,e se segui-se essa ideia sua poderiam estender até o campo de Marte.

        O fato é que só até a Luz é pouco para a linha.

    • Concordo isso ja foi ate motivo de projeto.
      Encontrar com a linha 19 celeste no pari ai vc iria de taboao ate guarulhos.
      Ficaria top mas A cada 5 anos eles mudam o projeto.

  • Gostaria de deixar um comentário no qual podemos cutucar a CPTM e a STM, invés de ficar essa discussão volta linha 10 para Luz recua a linha 7 para a Barra Funda, pq não faz a fusão das linhas 7 e 10 e opera semelhante a operação da CBTU sendo Francisco Morato/Rio Grande da Serra ??? O problema é a Série 2100 que problemas em operar em trechos de aclive ????

  • O estranho é que tecnicamente, a linha 11 não passa no Pari, somente no Brás. Acho que será aquele caso de pegar o nome de uma localidade proxima emprestado, como a estação Vila Madalena, que não fica na Vila Madalena e sim no Sumarezinho.

  • Muito bom essa vinda do trem até o Brás vai ajudar muito nas transferências até para quem vai rumo a Itapevi sem necessidade de pegar à linha 3do metrô, fazendo a viagem direto pela cptm.

  • A estação da Luz já estava com seu limite esgotado quando teve por um planejamento a instalação uma estação subterrânea como passagem da linha-4 Amarela do Metro, sem que a estação Nova Luz estivesse concluída, ou em outro local conveniente, isto fez que ela ficasse superlotada.

    A estação da Luz é uma estação de característica de passagem, e é um desperdício logístico utilizá-la, como terminal como é feito atualmente, pois o tempo perdido em que as composições tem que manobrar para mudar da plataforma de desembarque para a de embarque na linha 7 em plena área central de São Paulo.

    Algumas das últimas áreas periféricas paralelas disponíveis para estações ferroviárias em SP, como o;
    IªPátio do Pari;
    IIªÁrea entre a estação da Luz e Júlio Prestes no antigo moinho desativado, Bom Retiro e recentemente demolido;
    IIIª Priorizar a execução do projeto da Nova estação da Luz, integrando com a Júlio Prestes, que hoje esta subutilizada com previsão de encerramento como estação ferroviária;
    IVª Cercanias da atual estação da Mooca até a Av. do Estado na antiga engarrafadora de bebidas Antarctica desativada no município de São Paulo;
    Vª Unificação das linhas 7 e 10, ou seja, exatamente como era em passado recente e que nunca deveria ter mudado, utilizando composições mais potentes, para finalizar a alegação que a potência das composições atuais da linha 10 não é possível vencer a inclinação de linha 7, ou seja, exatamente do mesmo tipo das que são utilizadas hoje da Luz até Francisco Morato, com a aquisição de algumas unidades complementares as existentes.

    O fato de se definir a estação Bom Retiro como local de uma nova estação, trata-se de um compromisso assumido por Alkimin ainda em 25/01/2013 dia do aniversário de SP, não entendo não significar que as outras sugestões sejam abandonadas, pois o sistema metrô ferroviário paulista vem aumentando continuamente o número de usuários, e os governantes tem que justificar suas intenções de priorizar o transporte coletivo de qualidade em detrimento do individual.

Publicidade

Assuntos

Anúncios