Monotrilho

Incidente com monotrilho é “inadmissível”, diz presidente do Metrô

O presidente do Metrô, Silvani Pereira, disse ao jornal “O Estado de São Paulo” que o incidente ocorrido com dois monotrilhos na noite desta terça-feira, 29 de janeiro, é “inadmissível“.

Segundo Pereira, o risco de desabamento das composições é “muito baixo” e que equipes técnicas de engenheiros avaliam como retirar os trens da forma mais segura. “O risco (de queda dos trilhos) é muito baixo. Mas caso exista a equipe de engenharia está avaliando para não causar dano à via nem ao material rodante, no caso, o trem”, afirmou ao jornal.

Avaliação da Linha 15

O novo presidente do Metrô disse que avalia a operação do monotrilho nas últimas semanas. “Assumi no dia 11 e a determinação do governador e do secretário de Transportes é para que o número de ocorrências seja zero. Essa é a nossa meta. Já pedimos para que sejam checados os pontos que, nos últimos 60 dias, puderam resultar em ocorrências de redução de velocidade, paralisação ou circulação em via singela, que também atrapalha a vida do passageiro da linha 15, para que tenhamos um plano de ação e possamos eliminar essas ocorrências”, disse o presidente.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Assuntos

Anúncios

Cadastre-se em nossa newsletter!