14% dos trens da SuperVia apresentam problemas com ar condicionado

Uma série de medições feitas nos trens urbanos do Rio de Janeiro pela Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos de Transportes Aquaviários, Ferroviários e Metroviários e de Rodovias do Estado do Rio de Janeiro – Agetransp, constatou que em 14% das 701 apurações, as composições apresentavam problemas na refrigeração.

O trabalho de apuração foi feito em cinco dos oito ramais operados pela SuperVia. Em 99 medições foi detectado temperatura acima dos 26 graus.

Os trens do ramal Belford Roxo, cerca de 30% dos trens apresentaram problemas no ar-condicionado. Em uma das composições que atendem ao ramal, um fiscal chegou a registrar 37,2 graus. Até do lado de fora estava mais fresco: na plataforma da estação de Triagem, os termômetros marcavam 35 graus.

A operadora disse por meio de nota que “99% de sua frota é climatizada e que todas as composições passam por vistorias técnicas antes do início da operação e por manutenção periódica. A concessionária também afirmou que possui técnicos de plantão para atender a intervenções emergenciais e realizar inspeções de rotina.”

Com as informações de Extra


Autor: Renato Lobo

Ler todos os posts

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.