Ciclista

Yellow delimita área de atuação e cobra multas

A empresa de compartilhamento de bikes Yellow decidiu limitar a área que suas bicicletas podem ser usadas na cidade de São Paulo. Antes, as bikes podiam ser usadas por toda a cidade porém, agora, há uma limitação que começa na Vila Leopoldina, passa pelo Rio Pequeno, na Zona Oeste, e se estende pelos bairros de Santo Amaro, Campo Belo, Moema, Jardins, entre outros, na Zona Sul. As regiões Norte e Leste foram excluídas.

Caso a bicicleta seja deixada fora desta área, o usuário pagará uma multa de R$ 30. Se o cliente encontrar um equipamento para usar fora da área limitada, poderá usá-la, porém deverá entregá-la nos pontos determinados.

“Nosso serviço é voltado para pequenos trajetos. Não faz sentido um usuário pegar a bike na Zona Sul e devolver em Santo André. Até porque eu posso enfrentar algum processo em prefeituras onde eu não tenho autorização para atuar”, afirma. “Além disso, não se trata de uma multa, mas sim de uma taxa de retorno”, disse o diretor da companhia Eduardo Musa em reportagem a Veja SP. Eduardo salientou que o serviço será expandido para outras regiões gradativamente.

Muitos usuários já reclamam da medida na página oficial da Yellow no Facebook.

Sobre o autor do post

Caio Lobo

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

Publicidade

Assuntos

Anúncios

Cadastre-se em nossa newsletter!