Supervia

Cariocas devem ter acesso a acervo ferroviário digitalizado

Uma parceria firmada entre o Governo do Estado do Rio de Janeiro, por meio da Secretaria de Transportes, e o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) deve ajudar na preservação do acervo histórico da malha ferroviária.

Leia também: Justiça dá prazo para obras na Estação Leopoldina

Peças que estão no prédio da estação ferroviária Barão de Mauá (Leopoldina), devem ser digitalizadas e disponibilizado na plataforma digital “MP em Mapas”.

O objetivo da medida é resgatar e preservar a história do sistema, a aumentar a transparência através da disponibilização dos documentos.

“Essa parceria com o MP ocorre de forma simultânea às ações para o mapeamento e restauro do prédio. Os desafios são muitos e as limitações, também. Estão sendo adotadas medidas, em conjunto com a SuperVia, visando à manutenção e à preservação da edificação tombada. Estamos buscando parcerias, pois o futuro do prédio está relacionado também a sua utilidade para a sociedade” disse o secretário de Estado de Transportes, Rodrigo Vieira.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Publicidade

Anúncios