Brasil

Metrô de Salvador diminui o prejuízo em 2016

A CCR Metrô Bahia contabilizou em 2016 receita de R$ 28 milhões provenientes principalmente da tarifa de passageiros. O prejuízo da empresa diminuiu com a implantação de cobrança e total funcionamento da linha 1 em 2016: aproximadamente 65 milhões no ano passado, contra os R$ 94 milhões registrados no ano de 2015.

 

Por conta do avanço das obras da linha 2, os investimentos da companhia superaram, no ano, R$ 1,6 bilhão, contra R$ 1,19 bilhão registrado no ano anterior.

 

Até a conclusão da linha 2, que chegará a Lauro de Freitas, a concessionária prevê gerar 8 mil empregos, entre diretos, indiretos e terceiros. No relatório divulgado aos acionistas, a companhia já contabilizava, até dezembro, “1.136 colaboradores diretos atuando na concessionária e 6.833 trabalhando nas obras e sistemas relacionados, totalizando 7.969 trabalhadores envolvidos no projeto”, como frisa o documento.

 

A linha 1 tem 12 km de extensão e 8 estações, ligando a Lapa à Pirajá. A Linha 2, com 12 estações, está em ritmo acelerado de obras, com estações já operando, em fase de testes, no Acesso Norte, Detran e Rodoviária. O término da obra está inicialmente previsto para o final deste ano. Há ainda previsão de expansão da Linha 1, de Pirajá até Cajazeiras/Águas Claras e, da Linha 2, da Estação Aeroporto até o município de Lauro de Freitas.

Sobre o autor do post

Caio Lobo

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios