Em concessão de terminais, Doria promete ar-condicionado nos espaços

O prefeito de São Paulo, João Doria, em visita aos Emirados Árabes, diz que deve conceder os 29 terminais de ônibus da cidade, além de outros espaços como o Anhembi e Interlagos.

Nos locais do transporte coletivo, Doria promete novas configurações, como ar condicionado, unidades do Poupatempo, centros comerciais, creches e melhores banheiros.

O modelo ainda é estudada pela equipe da administração, o que pode ser uma privatização, concessão ou parceria público-privada. Para atrair investidores, o volume de passageiros pode ser o atrativo. O diretor-geral da Câmara de Comércio de Abu Dabi, Mohamed H. Al Muhairi, deve visitar o sistema de São Paulo para conhecer os locais.


Autor: Renato Lobo

Ler todos os posts

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

35 Comentários deste post

  1. Ar-condicionado em espaços abertos? rsrsrs

    Acho que o Doria precisa visitar de fato os terminais de ônibus. Fora esse deslize, acho bom que os terminais fossem além do transporte e se tornassem centros de serviços. Imagine ter um “Poupatempo Expresso” em alguns lugares seria bem legal.

    Alex /
    • pensei exatamente no mesmo… ar condicionado em ambiente aberto seria rasgar dinheiro, só se forem totalmente reestruturados e com plataformas fechadas, mas vale mais a pena liberar logo os passageiros fazendo os horários de saida dos ônibus funcionarem.

      Alexandre i / (em resposta a Alex)
    • nao vai ser aberto… é fechado….visite curitiba

      • Sim, já visitei Curitiba (4 vezes) e sei como funciona o transporte na cidade.

        O que discuto é a necessidade de ar-condicionado em terminais (não se trata de paradas e estações de transferência) com estrutura aberta – planejados assim exatamente para serem naturalmente climatizado. Os ônibus devem ter ar-condicionado, assim como as estruturas do pseudoBRT que a Prefeitura planeja instalar na cidade.

  2. Doria pirou na batatinha?

    De fato, alguns terminais precisam mesmo é de um bom sistema de ventilação. O terminal Tietê inclusive.

    Agora,ar condicionado? Seria neste caso obrigatório a reestruturação de vários terminais para isso.

    anonimato /
  3. Não precisa de condicionador de ar. Sistema do tipo evaporativos, daqueles usados em galpões, já seriam suficientes.

    gustavo /
  4. E nos ônibus, que é onde realmente interessa, quando é que todos terão? O calor tá osso dentro dos coletivos!

    Gapre /
  5. Ar condicionado em terminais e pura viagem, pois são abertos, agora dar pra iniciativa provada já era um projeto da gestão anterior, e eu apoio, pois do jeito que esta, esta tudo mal cuidado.

  6. e viva os comunassss!!!! viva o Fernando Haddad!!!! viva a esquerda!!!!

    Vítor P. Gabriel /
  7. Primeiro coloque em todos os 15.000 onibus da cidade….e segundo, não precisa de ar condicionado em um ambiente aberto e ventilado…..

    Renato /
  8. Impressionante a “má vontade” dos comentários aqui com o Prefeito. Ele deve ter tentando dizer de implementar ar condicionado nos espaços a serem criados e melhorados com as lojas, lanchonetes, poupatempo, etc…e não nas plataformas dos ônibus. Fazer um esforcinho pra pensar e interpretar uma notícia ou uma frase solta é bom de vez em quando.

    Daniel Prudencio /
    • Volte este comentário ao Prefeito Dória, para que ele também faça um esforcinho de pensar antes de sair fazendo publicidade dessas coisas. Com os problemas que São Paulo possui, incluindo os no transporte público, isso foi totalmente desnecessário.

    • Eu vi o vídeo de divulgação para investidores estrangeiros. Na parte de terminais, ele explicita: “Grande potencial de locações”.

      O ponto é que Dória quer privatizar tudo, mas há um risco nisso: privatizar pode encarecer os serviços prestados, além de gentrificar demais o uso do serviço. Provavelmente se alguém for investir para colocar ar condicionado, vai fechar o espaço por um tempo, causando transtorno.

      Do jeito que anda as promessas de Doria, acho que ele não vai cumprir nesta gestão…

  9. Pelo tamanho e importância da Cidade de São Paulo, só um prefeito competente e conectado com modernidade pode fazer da Cidade um lugar digno para se viver, parabéns ao Doria pela atitude e esforço, acredito que quando ele deixar a Prefeitura teremos uma cidade muito, mas muito melhor para se viver . São Paulo não é para amadores.

    Felix /
    • verdade, só os experientes fazem algo do gênero, aproveite o embalo e ligue o sr condicionado com as janelas abertas ou utilize em um conversível,….

      Alexandre i / (em resposta a Felix)
      • Então na reportagem original também cita que os concessionários poderão construir centros comerciais e poupatempo no local, então ele teria que fazer uma reforma enorme (e em alguns casos até uma reconstrução do terminal), para que se possa explorar o terminal/terreno em sua totalidade, então é bem possível que seja cobrado que o concessionário coloque ar condicionado nos terminais.

        • alguns terminais possuem folga para trabalhar, criar espaços, alguns atualmente estão melhores do que outros inclusive, o terminal João Dias é até organizado, da pra se criar uma estrutura e fomentar um negocio… ja o sto amaro parece uma bagunça sem fim… teria que passar por mais uma das trocentas reformas que já passou e reposicionar e redistribuir linhas, já está saturado. como disse no outro post teria que fechar os “pontos” para que fosse viavel o uso do ar condicionado e novamente, é melhor fazer a roda girar que deixar o usuário muito tempo esperando por um onibus

          Alexandre i / (em resposta a Yago)
    • Ah se ele fosse do PT…

    • Ainda é cedo para encher a bola do Markefeito Doria. Algumas coisas ele acertou, outras está fazendo do jeito errado.

  10. seu

    Alexandre i /
  11. Se ele não der um jeito na ZL, quanto a corredores de ônibus, ou para melhorar o fluxo ao menos, pra mim não vai mudar nada.

  12. Então na reportagem original também cita que os concessionários poderão construir centros comerciais e poupatempo no local, então ele teria que fazer uma reforma enorme (e em alguns casos até uma reconstrução do terminal), para que se possa explorar o terminal/terreno em sua totalidade, então é bem possível que seja cobrado que o concessionário coloque ar condicionado nos terminais.

    Yago /
  13. Mais fácil colocar AC onde o povão sofre pra ir trabalhar do que tentar evitar esse sofrimento investindo na educação (quem sabe colocar esses AC nas salas de aula?) enfim. É só mais do mesmo da política brasileira de séculos…

    O.Juliano /
  14. acho meio inútil colocar ar condicionado nos terminais, mas acho bacana q o dória esta tentando fazer a cidade mudar trazendo investimento privado, não entendo pq Br cisma em q o estado é bom e as empresa privadas são os “demônios”

    la muerte /
    • Não que seja “demônios”, o problema está em como os contratos são feitos. Empresas privadas não entram pra perder, então tem que se tomar muito cuidado e fazer um bom plano pra poder conceder algo. Quando as coisas são feitas assim, na correria, tudo fica suspeito, pois está sendo feito a troco de quê? Não se sabe ao certo hoje e futuramente isso pode acabar sendo prejudicial para a cidade. Não sou contra a privatização ou concessão de locais à empresas privadas, mas que sejam feitas com um bom planejamento e transparência.

    • Acho que o brasileiro tem na cabeça a seguinte lógica: o que é público, é de graça (mesmo que ruim); o que é privado, é pago (ganho pouco, logo vão me prejudicar). Por isso, a gente fica com a pulga atrás da orelha quando começam a falar em concessão, privatização, cessão, etc.

      Eu sou favorável às concessões bem feitas. Por exemplo, as rodovias. As rodovias estaduais são ótimas, mas o pedágio é muito caro se comparado às rodovias federais sob concessão (como a Dutra e Régis) que tem a mesma qualidade de serviço.

      Gosto da ideia de entregar à iniciativa privada serviços como transporte e parques, mas eu sou contra, por exemplo, a venda de Interlagos. Parece lógico fazer a cessão para diminuir gastos com algo que não é bom para a Prefeitura, mas nesse caso há um detalhe estratégico que ninguém se dá conta: a área de Interlagos é enorme!

      Você vender a preço de banana para as empresas utilizarem como quiser a área é suspeito. Afinal, será que daqui a 20 ou 30 anos ainda teremos a necessidade de ter um autódromo na cidade? Será que essa área não poderia ser usada para tirar milhares de famílias de favelas num bairro planejado nesse local? É para se pensar…

      • 1) Dória é “lider” de uma organização de empresas. Não duvido que uma hora aparece na imprensa algo bem vazado sobre a relação dele como prefeito com os empresários. Vai ser pior do que o Lula :p

        2) No brasil, empresas são “demônios” por causa da política usada, sempre mais a favor da empresa do que do cidadão.

        Anonimato / (em resposta a Alex)
        • Essa do Doria beneficiar suas próprias empresas ou empresas de amigos é inevitável pelo caminho que as coisas estão indo.. É questão de tempo surgir uma reportagem sobre algo do tipo. E não estou dizendo que ele faça isso de maneira a roubar dinheiro, seria maldoso neste momento falar isso, mas na questão de beneficiar seus aliados com poder de prefeito.

  15. Pode aparecer o político que for em sp que sempre vai ter quem reclame. é natural, ninguém agrada todo mundo. sei lá por que se discute isso.

  16. Até agora só estou ouvindo de repassar isso, privatizar aquilo, não que eu seje contra, pelo contrário, mais acho que já tá na hora de começar a colocar a mão na massa e mostrar os projetos futuros para o transporte coletivo !!!

    Rafael /
  17. Praticamente só li merda em cima de merda nos comentários desta página.

    Go Doria, pau grosso nos vagabundos!

    Moises /

Deixe uma resposta