Sistema de bikes compartilhadas do banco Itaú
Ciclista

Haddad sanciona lei que aumenta o número de bikes compartilhadas

Foto: Sistema de compartilhamento de bicicletas de Santiago, no Chile

Foi sancionado pelo prefeito Fernando Haddad o projeto de lei que cria o Programa Integra Bike São Paulo, sendo uma rede de empréstimo de bicicletas em terminais de ônibus, estações da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) e no Metrô.

Atualmente a cidade conta com dois modelos de bikes compartilhadas, patrocinadas por bancos: o Bike Sampa, com 279 estações e Ciclosampa, com 18 estações. Ambos os projetos requerem do usuário um cadastro por cartão de crédito.

Já o novo sistema poderá ser feito por meio do Bilhete Único. O projeto ainda deverá ser regulamentado, o que deve ocorrer no prazo de 60 dias.

A medida, no entanto, é contestada por cicloativistas. É o caso de Daniel Guth, consultor de mobilidade e participante da Ciclocidade. Daniel em entrevista ao jornal “O Estado de São Paulo“, afirma que a prefeitura perde a chance de aprimorar o sistema atual, onde não é estabelecido número mínimo de bicicletas por estações, e não amplia o horário de funcionamento das paradas.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios