Ciclista

Quilômetros restantes de plano de Ciclovias serão feitos na Periferia

Foto de Ivson Miranda

As novas ciclovias restantes para que a gestão do prefeito Fernando Haddad cumpra a meta dos 400 km de vias para ciclistas, devem contemplar os bairros periféricos. A declaração foi dada pelo secretário Municipal de Transportes, Jilmar Tatto, no lançamento da Cartilha do Ciclista. Até agora, a cidade conta com 260,2 km, somados aos 31,9 km de ciclorrotas.

Quem acompanha a evolução das construções, nota que nas ultimas semanas as inaugurações foram mais escassas, contra uma crescente de aberturas semanas em meses passados.

De acordo ainda com Tatto, a demanda das vias para bicicletas em regiões periféricas foi de cicloativistas. Entre os movimentos que surgiram para cobrar o poder público, esta o #ciclovianaperiferia, integrada por coletivos como CicloZNBike Zona Oeste e Bike Zona Sul.

Outro ponto que reforça a urgência das conexões vindas dos bairros da periferia ao centro, é a constatação de que grande parte dos ciclistas percorrem distâncias superiores a 5 km em seu deslocamento, segundo pesquisa da Associação dos Ciclistas Urbanos de São Paulo, a Ciclocidade, junto com a ONG Transporte Ativo e o Observatório das Metropoles. Os dados relevam 62% dos ciclistas andam mais de 5 km em seu deslocamento, e que a maioria (70%) usa a bicicleta 5 dias por semana.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Assuntos

Anúncios

Cadastre-se em nossa newsletter!