Ciclista

Ciclovia sob o Minhocão deve passar por ajustes

A ciclovia implantada sob o Minhocão deve passar por ajustes, segundo informa o Jornal Folha de São Paulo.

Serão instalados dispositivos para reduzir a velocidade das bicicletas, novas grades de proteção, novas faixas de pedestres e mais espelhos para ampliar a visibilidade dos ciclistas e pedestres.

Embora o jornal tenha mencionado na reportagem, a morte de um aposentado após ser atropelado por um ciclista, uma pericia feita pela policia concluiu que o acidente ocorreu fora da pistas para os ciclistas.

Sobrepreço

Segundo a TV Globo, um relatório do Tribunal de Contas do Município (TCM) aponta procedimentos irregulares e um prejuízo de R$ 2,4 milhão nos contratos públicos para a construção de ciclovias.

Por outro lado, o Secretário de Transportes Jilmar Tatto diz que os dados estão errados, e que o conselheiro Edson Simões (responsável por analisar as licitações na área de transportes), tem posição “política” contra as ciclovias. Tatto diz ainda que estão sendo feitas comparações diferentes com tipos de ciclovias diferentes. ” é diferente de uma ciclovia pintada na rua” (comparando com ciclovias da Paulista e do Minhocão). O secretário diz ainda estranha o fato do conselheiro não ter barrado o projeto durante a execução.

O TCM questiona ainda a qualidade de algumas ciclovias, como as instaladas na Liberdade, Jabaquara e no bairro do Limão. O Secretário diz por sua vez que até hoje não foram registrados acidentes, mesmo com desgastes em alguns trechos. “É possível que se tenha que fazer ajustes”, diz Tatto.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios