Concluída a reforma da frota K do Metrô de São Paulo

 

Imagem de William Molina

Imagem de William Molina

O Metrô recebeu a ultima composição da frota K nesta semana, a K02. O Trem esta no pátio Belém da companhia e deve iniciar o processo de testes para então ser inserido na frota da linha 3-Vermelha. As 25 composições que foram reformadas são dos anos de 1979 a 1986, e foram produzidas originalmente pelo consórcio Francoral/Société MTE/JS/BBC/TCO/Cobrasma, na fábrica desta última localizada no município de Sumaré (hoje Hortolândia).

O consórcio responsável pela reforma foi o MTTrens, que é composto pelas empresas Grupo MPE, Temoinsa e T/Trans. A modernização foi feita na cidade de Três Rios no Rio de Janeiro, onde as composições foram e voltaram pela antiga ferrovia Central do Brasil.

transporte_de_carros_do_metro_de_sao_paulo_228_20130917_1063621253

Imagem do site Mafia CTC

A emblemática frota K é apontada pelo sindicato dos metroviários como problemática, onde panes como descarrilamento, superaquecimento e até abertura de portas em movimento são listadas em ocorrências denunciadas pelos trabalhadores. O Metrô no entanto afirma que a frota passa pelo mesmo rigoroso processo de manutenção em que as outras composições são submetidas.

Descarrilamento do trem K07 próxima a estação Palmeiras - Barra Funda

Descarrilamento do trem K07 próxima a estação Palmeiras – Barra Funda

Problemática ou não, a frota K é a série que possuí o maior número de trens em operação, e foi o conjunto de composições que teve seus trabalhos de reforma mais rápidos, sendo a única série que foi modernizada no prazo de 2014.


Autor: Renato Lobo

Ler todos os posts

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

3 Comentários deste post

  1. esses 23 trens da linha azul serao reformados até 2016 ou 2017

    wilson uoya filho /
  2. Créditos na foto do 307 no PIT que é bom, nada…

    Vitor O. Barbosa /

Deixe uma resposta