SPTrans

BNDES deve dar apoio a Haddad para compra de frota pública de ônibus

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT) recentemente anunciou planos para a criação de uma empresa pública de transportes. Dando continuidade a ideia, Haddad deve ter aval do BNDES – Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social para um financiamento de R$ 300 a R$ 500 milhões para a compra da frota pública. O prefeito esteve em Brasília e disse que a proposta foi bem vista pela presidente da república Dilma Rousseff.

Ele argumenta que uma frota do município daria mais autonomia para a prefeitura na negociação com as empresas de ônibus. A capital paulista tem hoje cerca de 15 mil veículos, sendo todos de empresas particulares. Caso uma delas não for eficiente, poderá ser substituída já que a prefeitura teria ônibus até a contratação de uma nova viação.

Subsídio

O prefeito da maior cidade do hemisfério sul encaminhou à Câmara Municipal de São Paulo o Projeto de Lei Orçamentária Anual – PLOA para 2014, onde é previsto subsídios recordes de R$ 1,65 bilhão às companhias e cooperativas de ônibus, para manter a tarifa em R$ 3,00.

Ainda devem vir recursos na ordem de R$ 2,1 bilhões para a construção de parte dos corredores de ônibus e implantação do Bilhete Único Mensal, bandeiras de campanha da gestão petista.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios