Trens Regionais

Trens Regionais devem ligar 14 cidades à capital com inicio de operação em 2016

Foi apresentado nesta terça feira (27) uma PPP (Parceria Público Privada) pelo governo de São Paulo para a construção de 432 km de linhas de trens regionais interligando 14 cidades à capital e aos aeroportos de Campinas e Guarulhos. De acordo com o vice-governador Guilherme Afif Domingos, a PPP está estimada em R$ 20 bilhões.

O Governo estima que os primeiros trens operem em 2016 e as linhas fiquem completamente prontas em 2019, quando transportariam em média 250 mil passageiros por dia. Nesta nova configuração, serão apenas duas linhas: Sorocaba a Pindamonhangaba e Americana a Santos. Elas se cruzariam na estação Água Branca, na capital paulista.

Passagem

O Governo já fala em preço de passagens, onde a entre São Paulo e Campinas ou São José dos Campos está estimada pelo estudo em R$ 18, mas pode chegar a R$ 15. Os trens andariam a 160 km/h. A viagem de Campinas à capital duraria 50 minutos.

PPP

A proposta dos trens regionais é da empresa EDLP (Estação da Luz Participações) e do banco BTG Pactual após um ano de estudo. Mas isto não significa que o consorcio fará o projeto. O Governo agora fará uma consulta pública e depois licitara a obra, onde qualquer companhia pode participar da concorrência.

Pela proposta da EDLP/BTG, o governo entrará com 30% do investimento e o investidor privado, com 70%.

Licitação

De acordo com o  vice-governador, que coordena as PPPs do Estado, a previsão é fazer a licitação em 2014 e ter os primeiros trechos ligando o ABC à capital dois anos depois, o que se entende que o Expresso ABC estaria dentro desta PPP:

Por Renato Lobo Imagem extraída da Folha

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios