Ciclista Monotrilho

Consórcio terá que construir ciclovia sob Monotrilho da Zona Leste

Futura Est.Vila Prudente – Foto:Sergio Mazzi

Foi aprovado pela Prefeitura de São Paulo o Estudo e relatório de Impacto Ambiental do monotrilho que ligará a Vila Prudente até o bairro de Cidade Tiradentes, na zona leste.


A liberação das licenças da linha 2 – Verde, publicada no “Diário Oficial” de ontem, traz uma lista com 60 exigências que terão de ser cumpridas pelo consórcio responsável pela obra.


Entre elas estão a construção de uma ciclovia com 10,3 quilômetros sob o monotrilho, bicicletários nas estações, o pagamento de R$ 5,2 milhões em compensação ambiental, a implantação de corredores e calçadas verdes (que facilitem a drenagem das chuvas) e a adaptação dos cruzamentos no entorno das estações para portadores de necessidades especiais.


O consórcio também terá que apresentar uma solução para o trecho elevado que cortará o Complexo Viário Ragueb Chofi, na altura da avenida Aricanduva. O viaduto ainda aguarda a aprovação da licença ambiental pela Secretaria do Meio Ambiente.


Com 21,7 quilômetros, o trecho entre Oratório e Cidade Tiradentes será dividido em duas etapas. No total, o percurso contará com 15 estações. A primeira fase do Expresso Tiradentes, entre as estações Vila Prudente e Oratório, já está em obras.


É previsto um investimento total de R$ 2,4 bilhões nas obras. Estima-se 500 mil pessoas por dia que utilizarão o Monotrilho.



Renato Lobo é Técnico em Transporte Sobre Pneus e Transito Urbano.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios