Trens Regionais

Prefeitos querem explicações sobre atrasos no Trem Intercidades SP-Campinas

O projeto do Trem InterCidades, eixo norte, entre São Paulo e Campinas sofreu novos atrasos após revisão dos planos. Após a realização de consulta e audiência pública, haverá mudanças na ampliação do prazo de concessão de 30 para 35 anos e o aumento do investimento para R$ 10,2 bilhões.

O projeto será viabilizado com a renovação da concessão entre o Governo Federal e a MRS, com a segregação da via férrea entre trens cargueiros e de passageiros.

De acordo com o site “Todo Dia“, os prefeitos da Região Metropolitana de Campinas cobraram mais agilidade na licitação. Durante reunião do Conselho de Desenvolvimento da RMC, realizada nesta terça-feira, 12 de abril, na cidade de Artur Nogueira, foi aprovada a convocação de um representante da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) para falar dos “entraves” entre o governo federal e a MRS Logística, que estão dificultando o lançamento do edital de licitação do projeto pelo Governo do Estado de São Paulo.

“Aprovamos a convocação de um representante da ANTT para que venha prestar esclarecimentos no Conselho de Desenvolvimento sobre a demora na licitação do Trem Intercidades. Também aprovamos uma moção pedindo mais agilidade no lançamento do edital de licitação. O Trem Intercidades é de extrema importância. Não é possível num país como o Brasil a gente continuar tendo uma linha férrea sucateada e apostando apenas no modal rodoviário“, disse o presidente do Conselho da RMC, o prefeito de Jaguariúna, Gustavo Reis (MDB).

 

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

1 comentário

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios