Renato Lobo | Via Trolebus
CPTM

Sindicato diz que 2 mil funcionários da CPTM ainda não têm destino após concessão

O Sindicato da Sorocabana, que representa parte dos trabalhares da CPTM, diz que a operadora ainda precisa acomodar mais de 2 mil funcionários alocados nas linhas 8 e 9, recentemente concedidas.

“Aliás, está aí um custo para os cofres públicos que nem a empresa nem o governo do Estado de São Paulo compartilharam com a população no momento de propor a concessão para a iniciativa privada”, afirma José Claudinei Messias, presidente do Sindicato da Sorocabana..

O Sindicato diz que enviou ofício para a CPTM questionando a realocação dos funcionários. “Ainda aguardamos resposta da empresa”, informa José Claudinei Messias. As linhas 8 e 9 da CPTM serão entregues ao consórcio Via Mobilidade em janeiro de 2022.

Segundo o Sindicato, o consórcio Via Mobilidade contratará seus próprios funcionários. Sendo assim, a entidade cobra a CPTM sobre um plano de realocação dos mais de 2 mil ferroviários, já que eles não serão transferidos para a nova empresa.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios