Foto: Renato Lobo | Via Trolebus
CPTM

Confira detalhes sobre o Trem InterCidades, após a primeira audiência pública

Durante a primeira audiência pública do Trem InterCidades (São Paulo-Campinas) e concessão da Linha 7-Rubi e trem Intermetropolitano Francisco Morato-Campinas, representantes do Estado deram detalhes da concessão que vai englobar os três serviços.

A concessão será internacional, e o prazo de atuação da empresa será de 30 anos. A publicação do edital deve ocorrerá em dezembro e o leilão está marcado para abril de 2022.

Trata-se de uma concessão patrocinada, e portanto, após o período de vigência, os ativos devem voltar ao poder público. O valor total de investimentos é de R$ 8,57 bilhões.

Não se sabe sobre a Linha 10

Aparentemente, a Linha 10-Turquesa ficou de fora da apresentação da apresentação da concessão, o que poderia significar o fim do serviço 710 entre Jundiaí e Rio Grande da Serra. A linha 7 deverá ser segregada até a Barra Funda.

Mas de acordo com o secretário Alexandre Baldy, a inclusão da Linha 10 ainda está em estudos.

Trens novos e cedidos

A concessionária terá que realizar uma série de melhorias, como upgrade na sinalização, construção de novas estações na Lapa e Água Branca, que serão de integração com outras linhas. Deverá também comprar novos trens. Os comboios da série 9500 serão repassados para a operadora.

A nova empresa deverá adquirir 7 trens para o TIM, e deverá receber mais 8 trens da CPTM. Possivelmente os trens da série 7000/7500.

TIC

Os trens do serviço TIC – Trem InterCidades terão capacidade para em torno de 800 passageiros, e fará o trecho entre Campinas e São Paulo em 1 hora e quatro minutos. O valor de tarifa será definida por quilômetro, e não haverá integração tarifária para a Linha 7 e TIM.

Serão comprados 15 trens elétricos pela nova concessionária, que poderão rodar até 140 km/h.

Dois pátios

Serão ainda construídos dois pátios, um na Lapa e um na Várzea Paulista. Haverá ainda bases de manutenção em Jundiaí e Campinas.

Tarifa do TIC

Foi estabelecido uma tarifa máxima de R$ 55,30 centavos. Os valores serão cobrados por quilometragem, sendo R$ 0, 3686 por km

Texto em atualização – volte mais tarde

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

comentários

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • Pode-se planejar a reinstalação deste trem até Campinas sem se extinguir a Linha Integradora -710, e sua extinção é um retrocesso.
    Trens Metropolitanos sempre devem ser prioritários em relação aos futuros TIC-Trens Intercidades, pois comprovadamente beneficiam um número expressivamente maior de usuários diariamente, desta forma é um retrocesso e insensato a retirada da Linha 7-Rubi de sua chegada na Luz, da mesma forma que era a Linha 10-Turquesa, que possuem o mesmo número de passageiros, portanto foi acertadíssima sua reunificação, e o sucesso pode ser constatado pela grande maioria dos usuários, e esta importantíssima constatação deve ser levada em conta nos planejamentos do Plano Diretor e antes de se fazer quaisquer concessões precipitadas, para demonstrar e comprovar isto vejamos os números;
    De acordo com dados da própria CPTM, foram as seguintes as demandas mensais das Linhas 7-Rubi e 10-Turquesa no ano de 2020;
    Fevereiro (antes da pandemia) – Linha 7- ~7.700 mil , linha 10- ~7600 mil
    Agosto (durante a pandemia) – Linha 7- ~5.070 mil , linha 10- ~4800 mil, ficando comprovado que não existe praticamente diferenças entre elas.
    As estimativas de demanda é de que o Trem Intercidades até Campinas, atinja no máximo 15% deste total o que perfaz ~305 mil.

Publicidade

Anúncios