CPTM

Com o serviço 710 da CPTM, a Linha 10 poderá ser concedida para iniciativa privada?

No dia 30 de abril, a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos – CPTM confirmou a unificação das Linhas 7-Rubi e 10-Turquesa, passando a ser o atendimento 710, com viagens entre Jundiaí e Francisco Morato a partir desta terça-feira, 4 de maio de 2021.

A mudança, no entanto, gerou dúvidas referente ao futuro da concessão prevista na Linha 7, que junto com o Trem Intercidades – TIC – São Paulo-Campinas, devem ser leiloados em 2022. Era previsto inicialmente que o mesmo operadora, gerisse o TIC, a Linha 7 e um trem metropolitano entre Francisco Morato e Campinas.

Foto: Renato Lobo | Via Trolebus

O novo serviço 710 poderá alterar o modelo de concessão que vinha sendo estudado pela CPTM, e neste texto será descrito pelo menos quatro cenários possíveis. O Via Trolebus ouviu pessoas ligadas à companhia para traçar os possíveis desfechos:

Linha 10 concedida junto com a 7

Uma da possibilidades seria incluir a Linha 10 na concessão da Linha 7, já que para o passageiro, será um atendimento unificado, sem precisar trocar de trem do Brás. Ou seja, iniciativa privada operando a Linha 710, o TIC e o Trem Intermetropolitano (Francisco Morato-Campinas). Esta hipótese pode ser a mais plausível.

Linha 7 sai do plano de concessão

Outra conjectura é a retirada da Linha 7 do plano de concessão. Seria leiloado apenas o TIC São Paulo-Campinas.

CPTM desfaz o serviço 710

Outra possibilidade, que de todas parece a menos provável, é tudo voltar como era antes, com as linhas 7 e 10 separadas e a Linha 7 sendo concedida.

Operação conjunta entre CPTM e setor privado

Outra opção seria uma operação mista entre a concessionária e a CPTM, com as duas operadoras mantendo seus respectivos trens na Linha 710, mas com as estações separadas. Por exemplo, a CPTM segue operando as paradas da Linha 10 e a concessionária as da Linha 7.

O desfecho dessa história pode ocorrer no segundo semestre, quando é prevista a audiência pública sobre a concessão das linhas.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios