Trens Urbanos

Banco Mundial aprova financiamento para reforma da Linha Mitre na Argentina

O conselho de administração do Banco Mundial aprovou um empréstimo de US $ 347 milhões para atualizar a ferrovia Argentina Linha Mitre, um atendimento de 180 km que parte da estação Retiro em Buenos Aires, e transporta mais de sete milhões de passageiros anualmente.

O aporte de US $ 382,77 milhões deve ajudar na expansão e reforma do pátio ferroviário da estação Retiro, além da construção de duas novas estações na Facultad de Derecho, que vai propiciar integração com a rede do metrô, e uma estação elevada em Bancalari para conectar as linhas não eletrificadas Victoria – Capilla del Señor e Villa Ballester – JL Suarez – Zarate. É previsto ainda a renovação de 16 estações, melhorias no sistema de eletrificação, e a renovação do ramal Tigre.

O Projeto de Modernização da Linha Ferroviária de Passageiros Buenos Aires – Mitre visa melhorar o transporte urbano para beneficiar usuários de baixa renda, mulheres e pessoas com deficiência que moram na Área Metropolitana de Buenos Aires e usam regularmente o transporte público para se deslocar para o trabalho ou outras atividades. O financiamento é um empréstimo com margem variável, com prazo de vencimento de 32 anos e 7 anos de carência.

“Este é um passo muito importante no caminho traçado pelo presidente Alberto Fernández, e iniciado pelo [ministro dos transportes anterior] Sr. Mario Meoni, para modernizar nosso transporte ferroviário de passageiros”, disse o ministro dos transportes da Argentina, Alexis Guerrera.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios