Metrô Rio

6 curiosidades do Metrô Rio

1 – Foi inaugurado no ano de 1979, a após as obras durarem nove anos. O sistema foi entregue com uma extensão de 4,3 km, composto apenas pela Linha 1, então com 5 estações: Praça Onze, Central, Presidente Vargas, Cinelândia e Glória;

2 – Em agosto de 2019, chegou a transportar quase 900 mil passageiros por dia, mas perdeu em torno de 55% durante a pandemia;

3 – Conta com 56,5 km de extensão, dividido em 3 linhas e 49 trens. É o segundo Metrô mais extenso do Brasil, atrás apenas do de São Paulo, que tem 100 km. Os trens mais antigos, da série 1000 foram fabricados pelo consórcio formado pelas empresas Budd, Mafersa e Villares entre 1978 e 1984. Os mais novos, da série 4000 e 5000, foram fabricados entre 2012 e 2015 pela CRRC.

4 – O sistema, de propriedade do estado do Rio de Janeiro, é operado por uma empresa privada, a MetrôRio, desde 1998. A concessão, inicialmente de 20 anos, foi estendida por mais vinte, terminando portanto em 2038.

5 – O primeiro projeto para o metrô carioca que se conhece foi concebido no início da década de 1930, por uma comissão especial criada para analisar a situação dos transportes coletivos no então Distrito Federal.

6 – Conta com as linhas, 1, 2 e 4. A 3 e a 5 está em projeto, mas sem previsão de obras. O tramo 3 deve ligar Araribóia ↔ Visconde de Itaboraí e a 5, Gávea ↔ Carioca. Juntas contam com previsão de 52 km de extensão. As duas ligações podem ser estendidas para a região metropolitana do Rio.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios