Supervia

SuperVia teve ao menos 36 paralisações em 2020 por tiroteios

A SuperVia teve ao menos 36 paralisações em 2020 ocasionadas por problemas de segurança pública, mais especificamente por tiroteios em comunidades no Rio de Janeiro, de acordo com um levantamento da própria operadora divulgado pelo G1.

As ocorrências interromperam um ou mais ramais por um total de 40 horas e 24 minutos. O mais afetado no ano passado foi o de Saracuruna, com 24 interrupções.

Quando ocorre esse tipo de situação, por questões de segurança, a circulação dos trens acaba sendo afetada. Quando o tiroteio acaba, a concessionária realiza vistorias em cabos da rede aérea para garantir a retomada da operação.

“É lamentável que a insegurança pública coloque em risco a operação ferroviária e prejudique o ir e vir de milhares de clientes”, disse ao G1, o presidente da Supervia, Antonio Carlos Sanches.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios