CPTM Metrô SP

Quatro estações de Metrô/CPTM podem ser entregues em 2021

2021 promete problemas para o setor do transporte, com a pandemia voltando, infelizmente, a ganhar forma no país. Desde 2020, o transporte de passageiros sobre trilhos e de ônibus acumulam um déficit de R$ 16,3 bilhões, sendo R$ 7,5 bilhões somente em relação à arrecadação de receita do setor de trilhos e R$ 8,8 bilhões relacionados ao desequilíbrio entre custos e receita do transporte coletivo por ônibus, segundo um comunicado da Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos – ANPTrilhos.

Passados mais de nove meses do início da pandemia, os operadores de trilhos e ônibus estão transportando, em média, 60% dos passageiros, e o fato mostra uma lenta recuperação do setor. Além disso, a segunda onda do novo coronavírus poderá agravará ainda mais a situação e, consequentemente, a crise dos transportadores ao longo de 2021.

Diante deste cenário um tanto quanto catastrófico, e sem falar da vacina, que parece ser uma luz bem distante no fim do túnel, o transporte coletivo, sobretudo na maior capital brasileira, deve ter alguns marcos importantes:

Começo do ano sem gratuidade para idosos até 65 anos

O prefeito da capital paulista, Bruno Covas, e o governador do estado de São Paulo, João Doria, cancelaram nesta quarta-feira, 23 de dezembro de 2020, a gratuidade nos transportes públicos para idosos entre 60 e 65 anos.

Para passageiros com mais de 65 anos, não haverá mudanças.

Estação Vila Sônia: a espera de mais de uma década

Quando foram iniciadas as obras da Linha 4-Amarela, na década retrasada em 2004, falava-se que Vila Sônia teria Metrô antes de 2010. O anúncio corajoso já que não havia ainda sido contratada as construções, seguiu em diversos adiamentos, mas a parada final da Linha 4 deve mesmo ser entregue no primeiro semestre. A previsão de entrega para a concessionária ViaQuatro é para maio.

Jardim Colonial

Outra parada que deve ser aberta à população é a Jardim Colonial, na Linha 15-Prata do monotrilho. A estação ganhou forma rapidamente no último ano, e atualmente está em fase de acabamento. Há ainda a expectativa de que as construções sejam iniciadas no trecho até a Jacu-Pêssego.

Mendes-Vila Natal

A linha 9-Esmeralda da CPTM também deve ficar maior em 2021, com a entrega prometida de Mendes-Vila Natal, estação posterior a Grajaú, e no caminho de Varginha, esta que por sua vez tem previsão de abertura em 2022.

João Dias

A previsão de entrega da nova estação João Dias, na Linha 9-Esmeralda da CPTM, inicialmente era para 2022, mas o governo estadual está otimista em relação a abertura da nova parada que vai ficar entre Granja Julieta e Santo Amaro. “As obras estão avançando rapidamente e tem previsão de entrega para o ano de 2021“, diz uma postagem nas redes sociais da Secretaria dos Transportes Metropolitanos – STM.

Concessão das Linhas 8 e 9

No dia 1º de dezembro de 2020, a CPTM lançou o edital de licitação para concessão das linhas 8 e 9, com previsão de abertura das propostas em março de 2021. A assinatura dos contratos é prevista ainda para 2021, ou seja no novo ano podemos ter uma nova empresa privada operando duas ferrovias na região metropolitana de São Paulo

Trem Intercidades e Linha 7 até Campinas

Também está previsto para 2021 a concessão da Linha 7 da CPTM, junto com o Trem Intercidades São Paulo-Campinas, e a implantação do trem intermetropolitano, entre Francisco Morato e Campinas.

Obras da Linha 2 Verde e 6-Laranja

Há ainda a expectativa de que as obras nas Linhas 2-Verde e 6-Laranja, que foram retomadas em 2020, ganhem forma com escavações nos terrenos.

 

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

1 comentário

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios