VLT

VLT da Baixada Santista já foi cogitado para a Praia Grande e Ferry Boat em Santos

A terceira fase do Veículo Leve Sobre Trilhos – VLT na Baixada Santista teve sua licitação autorizada, de acordo com uma publicação no Diário do Litoral. O trecho será entre São Vicente no Terminal Barreiros até o bairro de Samaritá, que está em fase final de estudos de engenharia e terá 7,5 km de extensão e 4 estações.

Existe, no entanto, outras duas fases do meio de transporte sobre trilhos intermunicipal: um atendimento para a Praia Grande e outro para o Ferry Boat, em Santos.

Durante a apresentação do empreendimento em audiência pública realizada em agosto de 2011, estava prevista a construção de uma rede com cinco trechos seguindo um horizonte de curto, médio e longo prazos para a implantação de cada um. Os dois primeiros trechos, definidos como prioritários e com implantação a curto prazo, eram Barreiros-Porto (atualmente em operação), que faria a ligação entre os municípios de São Vicente e Santos, e Conselheiro Nébias-Valongo, já inteiramente em Santos, que está em implantação.

Os dois trechos cuja implantação se daria no médio prazo eram Barreiros-Samaritá, no município de São Vicente, e Conselheiro Nébias-Ferry Boat, em Santos. Por fim, o quinto e último trecho, com implantação prevista para longo prazo, era o Samaritá-Tático, que ligaria São Vicente ao município de Praia Grande. Posteriormente, este último trecho deixou de fazer parte do projeto do SIM e o quarto trecho passou a se chamar Conselheiro Nébias-Ponta da Praia.

Mas, o atual prefeito de Praia Grande, Alberto Mourão, tentou articular a chegada do meio de transporte, mas sugeriu uma mudança do terminal Tatico para o Tude Bastos. A prefeita eleita, Raquel Chini, também sugeriu a mudança, e prometeu o prolongamento em seu plano de governo.

A chegada do VLT em Praia Grande, no entanto, depende de aprovação do governo estadual, assim como a conclusão do terceiro trecho em Samaritá.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

comentários

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • considerando que este VLT usa trecho de ferrovia já existente, é tao complicado assim tirar isso do papel? sei que nao é simples, mas nao é algo tao trabalhoso quanto construir uma linha de metrô subterraneo, ferrovia, monotrilho tudo do zero.

  • Do jeito que foi feito até hoje vai do nada pra lugar nenhum. O principal trecho, continuação do inicial, tem que ser até o Ferry Boat.
    Outro trecho que facilitaria muito para a população seria a ligação com o centro de Cubatão, pela linha existente de trens.

Publicidade

Anúncios