Foto: Renato Lobo | Via Trolebus
Greve

Sindicato anuncia estado de Greve no Metrô de São Paulo e pedem prioridade na vacinação

O sindicato dos Metroviários de São Paulo anunciou que a categoria está em estado de greve, estágio que antecede eventuais paralisações, e que a greve de fato pode ocorrer nas primeiras semanas de 2021.

Em coletiva de imprensa nesta quinta-feira, 17 de dezembro de 2020, os representantes dos trabalhadores afirmam que faltam funcionários, e que seus direitos trabalhistas tem sido violados, além de serem contra a terceirização das bilheterias. Os Metroviários ainda pedem prioridade na vacinação contra a Covid-19.

Caso de fato ocorra a paralisação, as linhas 1-Azul [Jabaquara-Tucuruvi], 2-Verde [Vila Madalena-Vila Prudente], 3-Vermelha [Palmeiras–Barra Funda – Corinthians–Itaquera] e 15-Prata [Vila Prudente-São Mateus] devem ter suas operações prejudicadas.

Já as Linhas 4-Amarela [São Paulo-Morumbi – Luz] e 5-Lilás [Capão Redondo – Chácara Klabin] devem operar normalmente porque são geridas pela iniciativa privada. Não há previsão de paralisação nas sete linhas da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos – CPTM.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

1 comentário

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • Sou funcionário da linha 3, e está insuportável a situação. A gente trabalha por 2. Terceirizam bilheterias sendo que um dia desses ninguém da terceirizada apareceu na estação Tietê.Acho que o sindicato exagera de vez em quando, mas tem casos que só com ameaças de greve que conseguimos alguma coisa.

Publicidade

Anúncios