Foto: O Gazeta
EMTU

DER vai levantar áreas de desapropriação para o futuro BRT Metropolitano Alto Tietê

Um trecho do futuro corredor de ônibus entre Arujá e Itaquaquecetuba deve ter trechos desapropriados para instalação da infraestrutura do transporte coletivo. Uma publicação no Diário Oficial do Estado da conta de um aviso de licitação do DER – Departamento de Estradas de Rodagem do Estado de São Paulo para desapropriações relacionadas a obras viárias na região do Alto Tietê para implantação do trecho do corredor.

Serão avaliados quais imóveis serão desapropriados para a instalação da via exclusiva para ônibus. A concorrência ainda deve viabilizar trabalhos de melhorias do viário de pistas na região, como as obras de recuperação da pista e dos acostamentos entre o km 30,70 e a ponte sobre o Rio Tietê, complementação da duplicação entre a Ponte sobre o Rio Tietê e o km 43,00, e melhorias na SP 056, nos municípios de Itaquaquecetuba e Arujá.

O BRT Metropolitano Alto Tietê atenderá as cidades de Arujá, Poá, Itaquaquecetuba e Ferraz de Vasconcelos, uma região com grande concentração populacional.  Com dois terminais a serem construídos (Arujá e Ferraz de Vasconcelos), um a ser readequado (Cidade Kemel), duas estações de transferência (Parque e Monte Belo) e 25 estações de embarque e desembarque, o Corredor tem como objetivo o desenvolvimento regional com substantiva melhora na qualidade de vida dos cidadãos.

Os percursos estarão mais rápidos, com redução de cerca de 28% no tempo de viagem ou, aproximadamente, 20 minutos. Não há, no entanto, prazos para o início das obras. A estrutura terá 20,2 km de extensão, demanda diária prevista de 80 mil usuários/dia e integração física com sistema metroferroviário.

Projetos

O empreendimento foi dividido em três trechos. O trecho 1, em Arujá, com 2 km de extensão, inclui a construção do Terminal Arujá.

O trecho 2, ligando Arujá a Itaquaquecetuba, terá 10,7km, com a construção da Estação de Transferência Estrada do Corredor.

Já o trecho 3, com 7,5 km, ligará Itaquaquecetuba, Poá e Ferraz de Vasconcelos. Prevê a construção da Estação Monte Belo, do Terminal Ferraz de Vasconcelos e a reforma do Terminal Kemel.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios