Recordar é viver

A estação de trem que ficava na Rua dos Trilhos na Mooca

O bairro da Mooca na Zona Leste de São Paulo conta com pelo menos três estações de trem ou metrô na região. Uma com o mesmo nome, na Linha 10-Turquesa da CPTM, outra na Bresser e uma terceira um pouco mais distante, no bairro do Belém, sendo que as duas últimas são pertencentes à linha 3-Vermelha.

No futuro, o bairro e sua região poderão ter ainda outras cinco, sendo São Carlos, Paes de Barros, Vila Bertioga, e Alvaro Ramos, na Linha 16-Violeta e Sapucaia, em uma extensão já pensada da Linha 13-Jade.

Mas em um passado distante, muito antes do Metrô chegar na região, a Mooca contatava com uma estação de trem, e que não era aquela inaugurada em 1898, que atualmente leva o nome de Juventus. Uma parada atendia a Rua dos Trilhos, que por esse exato motivo deu nome a rua que corta o bairro.

Foto: São Paulo Antiga

Para contar essa história é necessário relembrar o Hipódromo de São Paulo, que foi aberto ao público em 14 de março de 1875. Chamava-se Clube de Corridas Paulistano, depois tomando o nome de Jockey Clube de São Paulo. Foi inaugurado na Mooca, na rua do Hipódromo.

O ramal partia da antiga estação Hospedaria Imigrante, onde atualmente é o museu do imigrante, seguia por onde é hoje a Rua dos Trilhos, e terminava em uma estação que ficava no quarteirão entre as ruas dos trilhos, Itajaí e Bresser, com uma plataforma não coberta, comprida o suficiente para receber dois trens de uma vez nos dias de corrida.

Foto: Geoportal

Em 1895, composições diárias partiam da Luz às 11 da manhã e à uma da tarde, e voltavam às 11:15 e à 1:15. No dia das corridas a operadora disponibilizava trens especiais para a ida e a volta dos visitantes do Jockey Clube.

O ramal também era utilizado por trens de carga para envio de matérias primas às grandes empresas da Mooca, além do transporte de cavalos para as terras da Família Paes de Barros.

Entre os anos 40 e 50 o ramal foi desativado e os trilhos retirados.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

comentários

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios