Ônibus

Rio estabelece divisória entre motoristas e passageiros nos ônibus

Os ônibus do Rio de Janeiro devem contar com barreiras de vidro ou acrílico para separar os trabalhadores dos transportes e os passageiros, determinou uma resolução de Secretaria Municipal de Saúde, que foi publicada nesta segunda-feira, 06 de julho, no Diário Oficial do Município.

O texto oficial diz que será necessário higienizar equipamentos do ônibus, como balaústres e pega-mão, no intervalo entre as viagens. Outra medida será o distanciamento social nas filas dos terminas e estações, por meio de organização estabelecida.

Não é a primeira vez que a gestão do prefeito Marcelo Crivella tenta implantar medidas para tentar frear o contágio da Covid-19. A prefeitura já tentou sem sucesso, a operação de coletivos apenas com passageiros sentados.

O estado do Rio de Janeiro registrou, até este domingo, 05 de julho, 10.667 mortes provocadas pelo novo coronavírus, entre os 121.292 casos confirmados. De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro (SES), ainda há 1.025 óbitos em investigação e 301 foram descartados.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios