Foto: Raphael Comitre
CPTM Metrô SP

Baldy diz que não há discussão sobre aumento na passagem do Metrô/CPTM

Linhas do Metrô e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos – CPTM vem transportando cerca de 60% a menos de passageiros no último mês, mesmo com a flexibilização da quarentena no estado.

Menos usuários significa menos receita para as operadoras, e o cenário resulta em desequilíbrio nas contas, segundo mostra uma reportagem da TV Bandeirantes. A publicação mostra que fornecedores se queixam de atrasos em pagamentos.

Há atenção por parte do O secretário de Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, ouvido na reportagem. “É uma preocupação comprometer, por exemplo, o contrato de limpeza, os custos aumentaram bastante porque precisamos higienizar as superfície onde as pessoas tocam e sentam, várias vezes ao dia e nós estamos tendo dificuldade em pagar” – diz o titular da pasta.

Perguntado sobre uma eventual aumento na tarifa, Baldy, segundo a reportagem, diz que não há nenhuma discussão para compensar as perdas provocadas. O Metrô deve desocupar três prédios da empresa, dois alugados e um próprio, e vai manter 600 funcionários de áreas administrativas em home office definitivo.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios