Mobilidade Urbana

Rodízio de veículos “ampliado” pode ser suspenso em São Paulo após ação judicial

Uma ação judicial de autoria do vereador Fernando Holiday no Ministério Público de São Paulo (MP-SP) pede a suspensão do rodízio ampliado na cidade de São Paulo. No documento, os promotores dizem discordar do vereador, mas pedem a suspensão por “ausência de motivação”.

A restrição passou a valer já nesta segunda-feira, 11 de maio, e vale para toda a cidade. O novo rodízio está valendo 24 horas, e nos dias pares, como nesta terça-feira, 12 de Maio, só podem circular veículos com finais de placa pares. Nesta quarta, dia 13, só poderão circular veículos impares. A medida vale para todos os dias do mês, incluindo finais de semana. Mas não valerá para o dia 31 de Maio, que será um domingo.

A Prefeitura de São Paulo deverá ainda a responder questionamentos do órgão. O motivo do rodízio é aumentar o isolamento social, a única forma atual de conter a pandemia do novo coronavírus, que já matou mais de 13 mil pessoas no Brasil.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios