Metrô SP

Estação Paraíso do Metrô: Quase teve e poderá ter uma terceira linha

A parada que já teve duas inaugurações, quase teve uma terceira, e no futura poderá ter a conexão de mais uma linha: A estação Paraíso.

Foi inaugurada em 17 de fevereiro de 1975 abrindo caminho para a Linha 1-Azul, e depois em 25 de janeiro de 1991, foi a vez da Linha 2 Verde. Recebe diariamente, em tempos sem pandemia, quase 40 mil passageiros, sobretudo aqueles que trabalham na região e residem em outras áreas.

Em um passado distante

Durante a construção da estação paraíso, o local foi preparado para receber mais duas linhas: o Ramal Paulista (atual Linha 2) e o Ramal Moema, cuja construção jamais foi posta adiante. As plataformas do Ramal Moema em Paraíso ainda podiam ser vistas há poucos anos, em frente à atual plataforma sentido Tucuruvi da Linha 1 – Azul, com as vias cobertas. Após a troca do piso, a plataforma sumiu.

Outro ponto que é possível ver vestígios do ramal Moema, é o túnel de ligação entre Vergueiro e Paraíso:

Em um futuro distante

Em seu Relatório Integrado de 2019, o Metrô revela planos da nova Linha 16-Violeta, sem prazos ainda para sua construção.

O novo eixo metroviário ligará o Jardim Brasilia, na Cidade Líder até a estação Oscar Freire. A nova parada, que ainda está na fase de estudos prevê as seguintes estações: Jardim Brasilia, Cidade Líder, Rio das Pedras, Vila Antonieta, Cipriano Rodrigues, Renata, Abel Ferreira, Anália Franco (conexão com a Linha 2-Verde), Regente Feijó, Alvaro Ramos, Vila Bertioga, Paes de Barros, São Carlos – Parque da Mooca (conexão com a Linha 10-Turquesa), Vila Monumento, Lins de Vasconcelos, Aclimação, e então, chega em Paraíso sendo a terceira linha a conetar com a estação. Depois segue para as paradas Jardim Paulista, Nove de Julho, Augusta e Oscar Freire.

Fonte: Relatório Integrado 2019 – Metrô

 

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

1 comentário

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • Ola Renato, boa tarde!

    Sempre acompanho as notícias do seu site.

    Será que você poderia fazer uma matéria ‘Recordar É Viver’ sobre a extinta linha da Cantareira? Não estou dizendo do Ramal ‘Guarulhos’, que passava pelo Tucuruvi / Jaçana (imortalizado pela música “Trem das Onze”), mas sim do Ramal Horto Florestal.

    Segundo o site ‘Estações Ferroviárias’ (https://www.estacoesferroviarias.com.br/s/santana.htm), esse ramal foi desativado em 1965. Se sobrepormos o traçado dessa antiga linha que passava por Santana-Santa Teresinha-Mandaqui-Tremembé-Horto com as linhas disponíveis de metrô hoje, vamos notar que essa região é a mais próxima do centro que não possui acesso ao metropolitano.

    Veja os traçados de acordo com os guias da época:
    Santana: https://www.estacoesferroviarias.com.br/a/mapas/areal.jpg
    Mandaqui: https://www.estacoesferroviarias.com.br/t/mapas/tremembe.jpg

    Mesmo que a futura linha 6 estivesse pronta, essa região da Zona Norte densamente povoada ficaria longe de qualquer estação de metrô, inclusive da atual linha 1. Seria surreal se a linha 1 voltasse a ter uma bifurcação/ypsilon tanto para a região do Tucuruvi, como para a Região do Mandaqui.

    Abraços e parabéns pelo site.

Publicidade

Anúncios