Foto de Sergio Mazzi
Monotrilho

O que diz a Bombardier sobre a interrupção do monotrilho da Linha 15-Prata?

Passeiros que utilizam o sistema de monotrilho em São Paulo estão sem os serviços, após um pneu apresentar problemas, e o Metrô está inspecionando trens e sistemas. Todas as estações amanheceram fechadas na manhã desta segunda-feira, 2 de março, e a interdição ocorre desde o último sábado.

Já a Bombardier , empresa que fabricou os 27 trens que compõe a frota da Linha 15-Prata, enviou uma nota à imprensa falando desta questão.

A fabricante confirma que na quinta-feira (27), um pneu de um dos seus trens se rompeu durante a operação, e que por conta do ocorrido, foram adotadas algumas medidas preventivas, conforme já planejado e previsto para essas situações no sistema Monotrilho: uma redução de velocidade foi imposta e o trem impactado foi retido quando chegou à próxima estação.

A empresa ainda recomendou que o Metrô de São Paulo removesse a frota de 23 trens de serviço para que a equipe de especialistas do Canadá, pudesse realizar as inspeções necessárias.

“Juntamente com nossos fornecedores de rodas e pneus, estamos trabalhando 24 horas por dia para inspecionar os trens, determinar a causa do incidente, desenvolver uma solução e apresentar medidas corretivas ao Metrô de São Paulo.” –  diz o comunicado.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios