VLT no Rio de Janeiro | Foto: Concessionária VLT Carioca
VLT

Coronavírus faz VLT Carioca abrir portas sem precisar apertar botões

O usuário das três linhas do Veículo leve Sobre Trilhos – VLT no Rio de Janeiro, quando deseja embarcar na composição, deve apertar um botão para abertura das portas. O sistema é amplamente presente mundo a fora em sistemas de trens leves, e também é visto no sistema da Baixada Santista.

Mas, o surto do coronavírus, que já teve a primeira transmissão comunitária no Rio, ou seja, de morador local para morador local, deve mudar a pratica.

A concessionária do VLT Carioca informou que deve liberar automaticamente o serviço de portas para que os usuários não precisem tocar no botão.

A empresa ainda deve intensificar suas ações diárias de limpeza das composições, incluindo a desinfecção dos balaústres, bem como irá reduzir a periodicidade da limpeza já realizada nos aparelhos de ar-condicionado.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

1 comentário

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • Aff, esse VLT e tão “pra inglês ver” que até copiaram até o que os gringos têm de mais atrasado. Tem que empurrar a porta também pra sair? Qualquer Gabriela ou Veneza já dispensava essa fadiga jogando essa função pro motorista. Qual o problema do motorneiro abrir e fechar a porta?
    Um bonde dito moderno não pode ser mais atrasado do que um OF da vida, por favor!

Publicidade

Assuntos

Anúncios