Metrô SP

11 curiosidades sobre a Linha 2-Verde do Metrô de São Paulo

Nesta publicação listamos em texto e em vídeo as 11 curiosidades sobre o chamado Ramal Metroviário Paulista, a Linha 2-Verde que passa por debaixo da avenida mais famosa da capital paulista.

1 – Apesar de ser numerada como 2, foi a terceira Linha a ser construída na cidade de São Paulo;

2 – A Linha 2, originalmente chamada de Linha da Paulista, foi planejada em 1968. Na época, como a Avenida Paulista já era o grande centro de negócios de São Paulo, era preciso haver uma linha que passasse por ela. O projeto básico previa que a linha deveria ir da Vila Madalena ao Paraíso.

Foto: Diário dos Trilhos

3 – A linha foi inaugurada em 25 de janeiro de 1991, contando naquele momento com 2,9 quilômetros de extensão e quatro estações. Com esta linha, o Metrô passou a abranger um dos mais importantes eixos do centro expandido de São Paulo, com grande concentração de instituições financeiras, hospitais, escolas, hotéis, consulados, secretarias de Estado, emissoras de rádio e televisão, teatros e museus.

4 – Em 28 de março de 2009, entrou em operação o primeiro dos dezesseis novos trens a ser entregues até a inauguração do trecho Sacomã–Vila Prudente.

Frota G na Linha 2-Verde | Foto: William Molina

5 – Em agosto de 2010 foi entregue Vila Prudente e em setembro, Tamanduateí. As paradas ficaram cerca de 1 anos em operação assistida.

6 – A Linha deve ser estendida até a Penha e posteriormente até Guarulhos. As obras do trecho entre a Vila Prudente e Penha devem começar neste ano, e ainda não há um prazo para que o ramal cruze os limites da cidade de São Paulo.

7 – Há planos também de levar a Linha 2 até a estação Cerro Cora, uma parada após Vila Madalena. Houveram estudos da até Vila Nova Cachoeirinha, com 9,6 mil metros de extensão, nove estações, mas o projeto não constou mais em mapas da rede futura, o que pode indicar que os planos foram abandonados.

8 – Na década passada foi projetado que a Linha 2 chegaria até o Tatuapé, mas o projeto também acabou sendo abandonado

9 – A Estação Sacomã foi a primeira da malha paulista a ter portas de plataforma.

10 – O governo Alckmin admitiu ao jornal Folha de São Paulo que pode repassar para a iniciativa privada mais uma linha de metrô, a 2-Verde. Segundo o secretário dos Transportes Metropolitanos Clodoaldo Pelissioni, responsável pelo Metrô e pela CPTM, a chance disso ocorrer era grande. Mas, o atual titular da pasta, Alexandre Baldy, descartou qualquer tentativa de concessão dos trechos durante o governo Doria.

Foto: Maercio Maia

11 – A linha transportou em janeiro de 2020, um pouco mais de 700 mil usuários por dia. E em dezembro, quase 750 mil passageiros.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

comentários

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • Uma das grandes vantagens dos trens metropolitanos e metrôs pesados como é a Linha 2-Verde é a grande capacidade de expansão quando a demanda exige, com o acréscimo de carros, obviamente o sistema devera estar dimensionado como plataformas, alimentação elétrica, áreas auxiliares para esta demanda crescente.

    Das obras de expansão do Metrô a da Linha 2-Verde é sem dúvida a mais prioritária, pois comprovadamente trafegará por uma região extremamente carente de transporte público de qualidade e uma grande demanda reprimida maior que quaisquer outras linhas coloridas, além de finalmente fechar o círculo do grande “Anel Metrô Ferroviário Metropolitano de São Paulo” interpenetrando-se na Linha 3-Vermelha, pois esta é a grande vantagem da padronização de tecnologia entre as linhas, melhor mais eficaz e econômico será o sistema, porque os processos de agilidade, construção, manutenção, pátios de lavagens, oficinas e reposição de sobressalentes em comum ganham eficiência quando não temos uma variação grande de tipos de modulações.

    Faz parte e é imprescindível que se faça uma correção de se estender a Linha 15-Prata que hoje faz o terminal em Vila Prudente, e assim como também à Linha 5-Lilás que hoje faz o terminal na Chácara Klabin, e que deixarão de fazer o terminal na Linha 2-Verde, ambas deveram seguir até a estação Ipiranga na Linha 10-Turquesa, que deverá ser totalmente reformada com a inclusão de plataforma na linha central, com fusão e a volta em linha única Mauá Francisco Morato sendo que embora esta Linha 10-Turquesa terminal, os passageiros por facilidade tem preferido utilizar a Linha 2-Verde, para acessar as Linhas 1-Azul e 4-Amarela, pois no Brás se tornou inviável, para isto é necessário que se construa a estação do Bom Retiro e reunifique as Estações Lapa e Água Branca da futura Linha 6-Laranja.

  • Se a linha amarela fosse prolongada até a estação de Engenheiro Goulart resolveria o problema da conexão como aeroporto e ainda teria mais uma interligação da linha amarela com a linha verde na futura estação Paulo Freire

Publicidade

Anúncios