Foto: Renato Lobo
VLT

VLT no centro de São Paulo estaria sendo estudado, diz secretário

Um sistema de Veículos Leves Sobre Trilhos – VLT estaria sendo estudado para operar no centro de São Paulo, de acordo com uma resposta em uma rede social, do secretário dos transportes metropolitanos, Alexandre Baldy.

Baldy, que é ativo nas redes sociais, após um questionamento sobre a instalação do meio de transporte, disse que “seria uma interessante solução” e que estão “estudando esta possibilidade”.

A fala do titular da pasta mostra uma novidade, já que não há notícias de que o governo estadual estaria debruçado em um projeto do tipo.

Mas a região do centro já é alvo de estudos sobre a introdução de sistemas leves sobre trilhos. De acordo com uma reportagem do jornal “O Estado de São Paulo”, datada no final de dezembro de 2019, a capital pode ganhar um sistema VLT ou BRT (Bus Rapid Transit) no centro.

Trata-se de um projeto da Prefeitura que pretender criar corredores verdes em 113 quilômetros. A ideia é implementar ao menos um projeto-piloto – no Brás ou na Santa Ifigênia.

O novo plano pretende discutir incentivos para proprietários de bens tombados, e o novo plano urbanístico da Prefeitura para a região prevê a recuperação de dois marcos do período industrial: a garagem de bondes da Light e a centenária fábrica Orion, ambos no Brás. A garagem dos bondes hoje abriga uma viação de ônibus e no passado abrigada os trólebus da Transbaçal.

Ideia é interligar vias arborizadas com praças e parques de distritos como Sé, República, Brás e Bom Retiro. Segundo a Prefeitura, o custo estimado é de R$ 72 milhões, incluindo alargamento de calçadas, rebaixamento de guias e sinalização.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

comentários

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • Assim Linha 18 – Bronze do Metrô com operação em Monotrilho entre Pinheiros, na Zona Oeste de SP e São Bernardo do Campo, no ABC, substituída pelo projeto em BRT, o projeto do Metrô Térreo da Linha 19 – Celeste entre Pedreira, na Zona Sul de São Paulo e o Centro de Santa Isabel, no Alto Tietê (via Aeroporto de Congonhas e Aeroporto de Cumbica), vai ser substituído pelo projeto para o VLT.

Publicidade

Assuntos

Anúncios