VLT

Senado vai debater obras paradas do VLT de Cuiabá

O Senado federal deverá debater as obras paradas do Veículo Leve Sobre Trilhos – VLT de Cuiabá. A discussão será por meio da Comissão de Serviços de Infraestrutura, e foi aprovada na última terça-feira, 11 de fevereiro de 2020.

O requerimento da audiência pública foi formulado pelo senador Wellington Fagundes (PL-MT), vice-presidente da CI e presidente da Frente Parlamentar de Logística e Infraestrutura do Congresso Nacional.

Serão convidados o governador Mauro Mendes, o ministro Rogério Marinho, de Desenvolvimento Regional; os prefeitos Emanuel Pinheiro, de Cuiabá, e Lucimar Campos, de Várzea Grande; o presidente da Assembleia Legislativa, José Eduardo Botelho; Marco Antônio Cassou, do Consórcio VLT; e um representante da Caixa Econômica Federal.

Eram previstos 22 quilômetros de trilhos e dois itinerários, mas somente 6 km foram concluídos. A obra começou em 2012, mas parou anos depois. O contrato com o consórcio VLT foi reincidido pelo estado em 2018 depois que o ex-governador Silva Barbosa disse em delação premiada que houve desvio de recursos das construções.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Assuntos

Anúncios