CPTM

Chuva e alagamento trouxe dano em equipamentos da Linha 9-Esmeralda da CPTM

A chuva que atingiu a metropolitana de São Paulo, não só alagou ruas e interditou parte da Linha 9-Esmeralda, da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos – CPTM, mas trouxe danos a equipamentos de via da ferrovia.

A linha que liga Osasco até o Grajaú, ficou com um trecho interrompido durante toda a segunda, e depois de uma noite intensa de trabalho das equipes de manutenção, a CPTM retomou o atendimento na Linha 9-Esmeralda, mas com velocidade reduzida e intervalo de 6 minutos enquanto as equipes de manutenção finalizam a substituição dos equipamentos de sinalização.

Prejuízo

Segundo a CPTM, na região da Estação Ceasa, havia lama em dormentes sobre a via. As máquinas de chave (aparelhos que auxiliam a garantir a segurança da operação) entre Jaguaré e Ceasa foram as mais afetadas.

Também foram limpos os sinaleiros e caixas de locação (aparelhos que compõe a sinalização dos trens na via férrea) além da substituição de equipamentos avariados. Nas imediações da Estação Cidade Jardim, não foi possível restabelecer totalmente os equipamentos de sinalização, e as composições passam com velocidade reduzida neste ponto, aumentando o intervalo de 4 para 6 minutos.

O atendimento entre Pinheiros e Jurubatuba está suspenso.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Assuntos

Anúncios