Foto: Renato Lobo
Monotrilho

Retomada da Linha 17-Ouro é destaque na mídia internacional

O processo de expansão da Linha 17-Ouro do monotrilho foi destaque na Mídia Internacional que cobre o setor dos transportes. Nos últimos dias, algumas notícias sobre as obras vieram a tona de um projeto que foi prometido para levar passageiros na copa do mundo de 2014.

O site Rail Journal destaca o empréstimo com o Banco Latino-Americano de Desenvolvimento em R$ 1,2 bilhão (US$ 296 milhões) ao governo do estado de São Paulo, o que deve acelerar as obras, sistemas operacionais, material rodante e administração.

A publicação conta também a licitação dos trens que está em curso, onde o Consórcio formado por Molinari, Suíça, e as empresas brasileiras TTrans e Bom Sinal, apresentou a menor oferta de R$ 1,042 bilhão. O grupo chinês BYD Skyrail São Paulo apresentou a segunda menor oferta de R$ 1,139 bilhão, seguida pelo consórcio CQCT Golden Phoenix Monorail, liderado pela CRRC, China, com investimento em trânsito ferroviário industrial de Chongqing e Transvia Constructor, ao preço de R$ 1,596 bilhões .

A ausência de fabricantes de monotrilho mais conhecidos, como a Bombardier, segundo a publicação, se deve pelo fato da empresa em estar fornecendo trens e sistemas para a linha 15, e a Hitachi provavelmente se devem ao fato de o projeto exigir a adaptação de produtos aos padrões da Scomi, na Malásia, que originalmente deveria fornecer os trens.

O monotrilho terá 7,7 km de extensão e conectará o Aeroporto de Congonhas ao Morumbi na Linha 9 da CPTM.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Assuntos

Anúncios

Cadastre-se em nossa newsletter!