Pátio Jabaquara | Foto: Renato Lobo
Metrô SP

Projeto de lei quer alterar nome da estação Tiradentes, da Linha 1-Azul do Metrô

Um projeto de lei de autoria do Deputado Conte Lopes (PP) tem como objetivo alterar o nome da estação Tiradentes, da Linha 1-Azul do Metrô de São Paulo. A nova denominação seria “Estação Tiradentes – Tobias de Aguiar”.

A medida ainda requer votação e aprovação por parte da Assembleia Legislativa, além de sansão do governador João Doria.

O nome destinado à estações de trem e metrô, geralmente é usado como ponto de referência aos passageiros. Em São Paulo, entretanto, as paradas do sistema metroferroviário servem para homenagear personalidades, depois de aprovados projetos de lei.

Em alguns casos, os deputados apresentam projetos de lei para alterar os nomes com outros termos referente a localização.

No entanto, ao menos quatro espaços do sistema metroferroviário que teriam suas nomenclaturas alteradas, foram vetados, segundo publicação do Diário Oficial de fevereiro. São elas:

  • Estação Largo da Batata” que seria o novo nome da Estação Faria Lima da Linha 4;
  • Estação Juventus/Bresser” que seria o novo nome da Estação Bresser-Mooca da Linha 3;
  • Enéas Tognini – Vila Mariana” que seria o novo nome da Estação Vila Mariana da Linha 1;
  • Helio Ribeiro” que seria o novo nome do Pátio Oratório do monotrilho da Linha 15-Prata;

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

comentários

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • Vai longe o tempo em que o metrô de SP era uma referência em nomenclatura urbana. O batismo das estações obedecia critérios históricos-espaciais relacionados à cidade e ao respeito à memória urbana. De um tempo pra cá porém, tudo mudou. Implantou-se a moda de colocar dois nomes nas estações levando usuários e turistas à confusão. Algumas estações tiveram seus nomes alterados sem qualquer justificativa. O que justifica por exemplo trocar o nome da estação Sumaré para o kilométrico “estação Sumaré-santuario Nossa Senhora de Fátima”? Qualquer católico sabe que o santuário de Fátima fica em Portugal na cidade de mesmo nome e jamais sairá de lá nem sob ordens do papa uma vez que foi nessa cidade que deu-se a aparição segundo a tradição católica. E o que dizer da estação Alto do Ipiranga? O que seria “alto do Ipiranga? Um lançamento imobiliário de alto padrão? Enfim, parece que o metrô está precisando contratar alguém que conheça a história dos bairros e personalidades de São Paulo.

  • por favor, podes me explicar o que esse tipo de alteração agrega ? Não cria apenas uma despesa desnecessaria ao Metro e confunde o suário ??

  • O pior e que você elege um cidadão que deveria representar o povo, e ele apenas representa seu partido e empresas, faz sentido ser do partido progressista, algo que não chega a lugar algum, repito o que já disse, enquanto a população brasileira ainda achar que somente eleger um presidente ira mudar o país, sendo que quem aprova a maioria das leis ou emendas que são importantes para o povo são deputados e senadores, em grande parte corruptos e sendo investigados, lembrando que gastam-se milhões pra alterar um simples nome de estação, vergonha.

  • ViaTrolebus, vocês poderiam opinar sobre essas mudanças? Vocês pensam que isso costuma valer a pena, ser importante? Não percebo importância nisso de forma geral. Penso que essas mudanças dão características muito óbvias à estação sobre o local onde ela está e acabo por julgá-las muito desnecessárias. E quando homenageiam pessoas, penso ser somente desnecessário.

  • Pelo amor de Deus! É pra isso que a gente elege esses deputados?
    Com tanta coisa que precisa ser feito em nosso estado, esse palarmentar está preocupado em mudar nome de estação de metrô.
    Pelo jeito a educação, saúde, segurança, habitação e emprego está mil maravilhas pra esse deputado fazer um projeto pra mudar o nome de estação.

  • Engraçado que eles tem dinheiro pra mudar o nome das estações, mas não tem pra terminar os quilômetros de linhas que precisam ser concluídas… e quanto isso custa mesmo? Uns 15 milhões né? Ahn interessante…

Publicidade

Assuntos

Anúncios

Cadastre-se em nossa newsletter!