VLT no Rio de Janeiro | Foto: Concessionária VLT Carioca
VLT

Com entrega da Linha 3, Rio de Janeiro passa a contar com malha de 28 km de VLT

Neste sábado, dia 26 de outubro, a partir de 12h, é iniciada a operação da Linha 3 do VLT do Rio de Janeiro, e os trens agora ligam a Central do Brasil ao aeroporto Santos Dumont, passando pela Av. Marechal Floriano. O total do percurso dura, em média, 18 minutos.

São 10 paradas, sendo que três delas são novas: Cristiano Ottoni-Pequena África (na praça de mesmo nome, também na região da Central), Camerino-Rosas Negras (na Marechal Floriano, próxima à rua de mesmo nome) e Santa Rita-Pretos Novos (também na Marechal Floriano, à altura da igreja homônima). Os nomes contam com homenagens a ícones da cultura africana, batizados em consenso com o Iphan e entidades do movimento negro e sociedade civil.

As paradas Central e Cristiano Ottoni-Pequena África terão serviço compartilhado com a Linha 2, já as paradas Candelária, Sete de Setembro, Carioca, Cinelândia, Antônio Carlos e Santos Dumont atenderão às Linhas 1 e 3. Nos trechos compartilhados, os intervalos entre os trens serão de aproximadamente 3,5 minutos, como já acontece atualmente na região da Rodoviária.

Malha de 28 km

De acordo com a Concessionária VLT Carioca, o novo trecho é a última entrega prevista no projeto e marca a consolidação de uma rede de 28 km de trilhos, 29 paradas e estações e 32 trens que circulam desde junho de 2016 no Centro e Região Portuária do Rio.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

1 comentário

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Assuntos

Anúncios

Cadastre-se em nossa newsletter!