VLT

VLT na região metropolitana de Curitiba já tem até horário de operação proposto

O Governador do Paraná, Ratinho Junior, e diretores da Companhia Brasileira de Trens Urbanos – CBTU tem planos ousados para o uso da via férrea que corta a região metropolitana de Curitiba para o transporte de passageiros, com a adoção de um sistema de Veículos Leves Sobre Trilhos – VLT, que teria três ramais.

Na semana passada, um encontro entre o governador, autoridades e representantes da CBTU estiveram na capital paranaense, para apresentar um diagnóstico preliminar da primeira fase do estudo técnico para implementação do meio de transporte.

O projeto poderá ser divido em fases, sendo que a primeira corresponde à revitalização do Ramal Oeste de Curitiba, um trecho de 40 km que liga a capital ao município de Rio Branco do Sul, com uma demanda de 30 mil pessoas por dia em viagens feitas por ônibus.

Esta primeira linha teria 20 km, ligando a capital até o município de Almirante Tamandaré. A operação deste trecho possibilita o transporte de 31.800 passageiros por sentido, num percurso de 54 minutos, com um total de 53 viagens por dia. O horário de operação proposto é das 5h às 24h.

“Estamos abertos e dispostos a fazer parcerias com estados e municípios para realizar estudos de implantação de VLTs. Nós temos total expertise na área, e um corpo técnico altamente qualificado para realizar estes trabalhos. Temos a certeza que o transporte metroferroviário é o ideal para as cidades, e confiamos na nossa capacidade de estimular este modal pelas regiões do Brasil”, disse o diretor-presidente da CBTU, José Marques.

A empresa já opera outros sistemas leves sobre trilhos, todos com trens movidos a diesel, como em Natal, Maceió e João Pessoa.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

1 comentário

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Assuntos

Anúncios

Cadastre-se em nossa newsletter!